• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

64% dos brasileiros considera cripto o futuro, diz pesquisa de corretora

A pesquisa da KuCoin revela que 34,5 milhões de brasileiros, o que representa 26% da população de 18 a 60 anos, são investidores ativos em criptomoedas que operaram com moedas digitais nos últimos seis meses
64% dos investidores em criptomoedas procuram aumentar seus investimentos (Getty Images/Yuriko Nakao)
64% dos investidores em criptomoedas procuram aumentar seus investimentos (Getty Images/Yuriko Nakao)
Por Cointelegraph BrasilPublicado em 02/05/2022 10:30 | Última atualização em 02/05/2022 13:25Tempo de Leitura: 3 min de leitura

A exchange global de criptomoedas KuCoin lançou uma pesquisa chamada: Into The Cryptoverse Report, focada na adoção das criptomoedas e tecnologias descentralizadas em todo o mercado brasileiro.

O relatório destaca que a inflação no país, que dobrou no ano passado para 10% ao ano, contribuiu em grande parte para a transição dos usuários locais para as criptomoedas como reserva de valor e meio de pagamento.

A pesquisa realizada pela exchange destaca que a forte camada de 34 milhões da população de adultos desbancarizados ou não bancarizados no país é em grande parte representada por jovens, que vivem em áreas rurais ou que recebem baixos salários. O fator dado é considerado a principal força motriz da adoção de criptomoedas.

A pesquisa da KuCoin revela que 34,5 milhões de brasileiros, o que representa 26% da população de 18 a 60 anos, são investidores ativos em criptomoedas que operaram com moedas digitais nos últimos seis meses.

"O Brasil é o país com as maiores taxas de adoção de criptomoedas que cresceram exponencialmente no ano passado. É um exemplo brilhante de um estado em desenvolvimento com uma grande parcela de uma população não bancarizada e altos níveis de inflação, onde os ativos digitais se espalham rapidamente", destacou ao Cointelegraph o CEO da KuCoin, Johnny Lyu.

Já em outro dado, 64% dos investidores em criptomoedas procuram aumentar seus investimentos, enquanto outros 21% são considerados cripto-curiosos. Os números sobre os ganhos com criptomoedas entre os brasileiros indicam que 52% dos investidores estão ganhando mais de US$ 10.000 anualmente.

A inflação crescente no país forçou 62% dos investidores brasileiros em criptomoedas a considerar as criptomoedas como o “futuro das finanças”, enquanto 53% consideram as criptomoedas como uma maneira confiável de armazenar o valor de seus ativos.

Outros 50%, de acordo com a pesquisa, esperam um alto retorno dos investimentos em criptomoedas no longo prazo, 40% pretendem usar o lucro para melhorar as condições de vida das famílias e 36% contam com o lucro como fonte de renda além dos salários.

(Mynt/Divulgação)

Pesquisa da KuCoin sobre o mercado brasileiro

De acordo com a pesquisa, os investidores brasileiros em criptomoedas também estão tentando diversificar seus portfólios, alocando uma média de 40% dos investimentos em criptomoedas. Além disso, 1 em cada 6 investidores brasileiros em criptomoedas aloca mais de 90% de seu portfólio de investimentos em criptoativos.

A pesquisa também revelou que a esmagadora maioria dos investidores brasileiros em criptomoedas espera mais de 20% de rendimento de seus investimentos em criptomoedas.  A atividade dos investidores em criptomoedas é alta, pois 75% dos investidores em criptomoedas trocam moedas fiduciárias por criptomoedas pelo menos uma vez por mês.

Já 58% dos investidores em criptomoedas usam sistemas de transferência bancária online como Pix e 57% usam carteiras digitais como Apple Pay ou PayPal para concluir esse processo.

Uma média de 39% dos investidores brasileiros em criptomoedas são prudentes, investindo em economias de criptomoedas, enquanto 17% investem em staking mensalmente. 46% dos usuários brasileiros de criptomoedas afirmaram durante a pesquisa que os produtos que oferecem renda passiva os atraem para comprar criptomoedas em primeiro lugar.

Outros 46% dos cripto-curiosos estão procurando maneiras de gerenciar melhor os riscos de seu portfólio, enquanto 39% ainda estão procurando os produtos mais adequados, 33% estão incertos sobre os sinais do mercado e 27% afirmam que não entendem como as criptomoedas funcionam.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok