Visa adquire fintech e quer se tornar 'rede das redes' na América Latina

Fintech pioneira em pagamentos com dispositivos móveis pode acelerar a habilidade da Visa em criar soluções inovadoras
 (Philippe Wojazer/Reuters)
(Philippe Wojazer/Reuters)
G
Gabriel Rubinsteinn

Publicado em 28/10/2020 às 12:26.

Última atualização em 11/11/2020 às 17:37.

A Visa anunciou na noite da última terça-feira (28) a assinatura de acordo definitivo para compra da YellowPepper, fintech pioneira em pagamentos com dispositivos móveis e com ampla atuação na América Latina e no Caribe.

A empresa já tinha uma parceria firmada com a YellowPepper, na qual fez um grande investimento em maio de 2018, e, agora, segundo a companhia, a compra tem como objetivo acelerar a estratégia da Visa de se tornar a "rede das redes", já que poderá reduzir o time-to-market de emissores e processadoras, assim como os custos para acessarem solução inovadoras e interoperáveis, independentemente de quem seja proprietário das trilhas de pagamento ou de quem as controla.

Quer abrir sua própria startup? Saiba como com os fundadores da ACE Startups

“Estamos muito entusiasmados com a aquisição da YellowPepper e como ela fortalece nossa trajetória de crescimento de negócios na América Latina e no Caribe. A aquisição irá acelerar a habilidade da Visa em criar soluções de pagamentos digitais inovadoras e acessíveis, que empoderam consumidores e empresas, permitindo que prosperem social e economicamente”, afirmou Eduardo Coello, presidente regional da Visa América Latina e Caribe, em comunicado oficial.

“A tecnologia da YellowPepper, que funciona como um ‘adaptador universal’, será a chave para construirmos nossa estratégia de ‘rede das redes’, nos transformando em um ponto único de acesso para iniciar qualquer tipo de transação e permitindo o movimento seguro do dinheiro”.

A plataforma da YellowPepper oferece um conjunto rico de APIs para permitir que emissores, processadoras e governos realizem de maneira rápida diversos fluxos de pagamento por meio de uma única conexão.

Ainda segundo a Visa, "a YellowPepper facilitará uma integração mais fácil ao Visa Direct, plataforma de pagamentos em tempo real da Visa, ao Visa B2B Connect, rede de pagamento não baseada em cartão entre países e empresas, além de serviços de valor agregado. Juntas, as empresas irão expandir a habilitação de produtos e serviços digitais, proporcionando experiências diferenciadas e seguras para todo o ecossistema, além de aumentar novos fluxos de volume e transações".

“Juntas, Visa e YellowPepper podem entregar capacidades superiores de pagamento, oferecendo incomparáveis serviços de valor agregado para emissores, governos e processadoras em toda a região. A YellowPepper tem trabalhado para transformar o cenário bancário e de pagamentos na América Latina nos últimos 15 anos por meio da tecnologia e, com a aceleração da digitalização global e desaparecimento das fronteiras, nossos clientes se beneficiarão enormemente a partir dessa união com a Visa”, disse Serge Elkiner, CEO da YellowPepper.

Elkiner seguirá à frente da YellowPepper, que continuará a oferecer comercialmente suas soluções agnósticas. A transação ainda está sujeita a aprovações regulatórias e outras condições habituais de fechamento, e deve ser concluída nas próximas semanas.