Co-fundador, Stelleo Tolda está de saída do dia-a-dia do Mercado Livre

Presidente de comércio passará a ser assessor estratégico da maior companhia da América Latina a partir de abril
Stelleo Tolda, co-fundador do Mercado Livre: despedida do dia-a-dia operacional da companhia da Melicidade (Divulgação/Mercado Liivre)
Stelleo Tolda, co-fundador do Mercado Livre: despedida do dia-a-dia operacional da companhia da Melicidade (Divulgação/Mercado Liivre)
Por Lucas AmorimPublicado em 04/02/2022 14:34 | Última atualização em 04/02/2022 14:44Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Principal nome da operação brasileira do Mercado Livre, Stelleo Tolda tem data para deixar o dia-a-dia da companhia: 31 de março. A informação já foi transmitida internamente aos executivos e funcionários no fim do ano.

"Desde a fundação do Mercado Livre, em 1999, tivemos a convicção de construir uma empresa de classe mundial que transcende e perdura além de sua equipe fundadora", diz a empresa em nota envida ao EXAME IN. "Neste contexto, 22 anos depois, como parte da evolução de sua vida pessoal e profissional, bem como da nova organização, Stelleo Tolda deixará o cargo de presidente de Comércio do Mercado Livre e passará a ser 'Assessor Estratégico' a partir de 1 de abril de 2022. Sob esta função, Tolda continuará a contribuir com sua visão estratégica e valiosa experiência acumulada para apoiar a Administração e o Conselho da Empresa". Tolda ainda participa do Conselho da Stanford GSB, a escola de negócios da Universidade de Stanford e do colegiado da Arco Educação.

Inscreva-se no EXAME IN e saiba hoje o que será notícia amanhã. Receba no e-mail os alertas de notícias e links para os vídeos do talk show quinzenal.

Ariel Szarfsztejn, atual vice-presidente sênior de Envios, assumirá como Presidente de Comércio. Fernando Yunes, vice-presidente sênior, e Tulio de Oliveira, vice-presidente do Mercado Pago, seguirão liderando a operação local no Brasil.

Com um valor de mercado de US$ 50 bilhões, o Mercado Livre é a maior empresa da América Latina. Assim como boa parte de seus pares, viu um grande impulso em seus negócios com a pandemia — seu valor dobrou desde fevereiro de 2020. E, assim como boa parte das empresas de tecnologia e de ecommerce, teve um segundo semestre de 2021 difícil na bolsa.

Suas ações caíram 45% desde agosto, com investidores mais interessados em negócios estáveis e mais receosos com empresas em franco crescimento num cenário de alta de juros nos Estados Unidos e no mundo. Ainda assim, é uma queda menos brusca que a de competidores brasileiros como o Magazine Luiza, que perdeu 70% do valor de mercado desde julho de 2021, para a casa dos R$ 42 bilhões.

No terceiro trimestre de 2021 a companhia anunciou crescimento de 72,9% na receita líquida e de 59% no volume total de pagamentos, para US$ 20,9 bilhões. Nos três meses encerrados em setembro, a companhia enviou 247,8 milhões de itens, um aumento de 32% em relação ao ano anterior. Ano passado a empresa investiu R$ 10 bilhões  no Brasil, o mesmo valor dos quatro anos anteriores.

O balanço de 2021 será divulgado no dia 16/2. Cerca de 45 dias depois, Stelleo deixará o dia-a-dia do gigante que ajudou a construir e também da Melicidade, o enorme campus onde fica a sede da companhia em São Paulo.

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.