O xeique árabe que quer tirar Dudu do Palmeiras por 15 milhões de euros

Religioso e fanático por esportes, Tamim bin Hamad Al-Thani é emir do Catar e dono do Al Duhail – e também do francês Paris Saint-Germain

Nos bastidores do futebol, é dada como certa a ida do atacante Dudu, do Pameiras, para o Al Duhail, do Catar. O clube do Oriente Médio deve oferecer cerca de 14 milhões de euros, mais 1 milhão de euros de bônus por metas alcançadas. Dudu já teria aceitado a transferência.

Quem está à frente da negociação é o xeique Tamim bin Hamad Al-Thani, emir do Catar e dono do Al-Duhail – e também do Paris Saint-Germain. Ele foi um dos principais articuladores da negociação para levar Neymar do Barcelona para o time francês, em 2017. Na época, o Paris Saint-Germain pagou 222 milhões de euros pela transferência, um recorde.

Foi também Tamim bin Hamad Al-Thani quem segurou Neymar na equipe parisiense quando o Barcelona tentou recentemente levar de volta o atacante brasileiro. Nos últimos tempos, o xeique vem se dedicando a reforçar o Al Duhail. No fim do ano passado, o time do Catar contratou o atacante croata Mario Mandzukic da Juventus, da Itália.

Sabe-se pouco sobre a vida do xeique. Muito reservado, teria se casado três vezes. Estudou em Londres, é religioso e fanático por esportes, como badminton e falcoaria, a arte de criar falcões para a caça, bastante popular no Golfo Pérsico. Foi um dos principais articuladores para levar a Copa do Mundo de 2022 para seu país.

O Al Duhail  foi quatro vezes vencedor do torneio nacional nos últimos nove anos. O campeão atual é o Al-Sadd, que tem como técnico o espanhol Xavi Hernandez. Nesta temporada, o Al Duhail é o líder da primeira divisão do Catar. No elenco está o zagueiro marroquino Mehdi Benatia, com passagens por Roma e Juventus, da Itália, e Bayern de Munique, da Alemanha.

Após mais de três meses de pausa devido à pandemia do coronavírus, os torneios de futebol estão aos poucos sendo retomados, assim como as contratações de jogadores ao redor do mundo.

O Palmeiras ainda aguarda a formalização da proposta do Al Duhail pelo seu camisa 7. Como Dudu já manifestou vontade de ir, sua transferência é dada como certa. O atacante foi contratado do Dinamo de Kiev em 2015 por seis milhões de euros, e tem contrato com o Palmeiras até 2023.

Recentemente, Dudu foi acusado de agressão pela ex-mulher. Em depoimento, o atacante negou a versão.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.