Morre a escritora britânica de ficção policial P.D.James   

A escritora britânica morreu hoje aos 94 anos
A escritora P.D.James: ela foi autora de vinte obras (AFP)
A escritora P.D.James: ela foi autora de vinte obras (AFP)
Por Da RedaçãoPublicado em 27/11/2014 12:08 | Última atualização em 27/11/2014 12:08Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Londres - A escritora britânica de romances de ficção policial P.D.James morreu nesta quinta-feira, aos 94 anos, em sua casa em Oxford, anunciou sua editora.

"Com grande tristeza, a família da escritora P.D. James, baronesa James de Holland Park (...), anuncia que morreu em paz em sua casa de Oxford", afirma o comunicado da Faber & Faber.

P.D.James foi autora de vinte obras, muitas protagonizadas pelo detetive e poeta Adam Dalgliesh.

A maioria das histórias foi adaptada para o cinema e a televisão. Uma de suas obras mais famosas, "Children Of Men", foi levada ao cinema como "Filhos da Esperança" pelo diretor mexicano Alfonso Cuarón e protagonizada por Julianne Moore e Clive Owen.

Sua última obra foi "Death comes to Pemberley", publicada em 2011 e que se converteu em uma série da BBC. A trama dava prosseguimento ao clássico "Orgulho e Preconceito", de Jane Austen.

Em 2000, celebrou seus 80 anos com a publicação de sua autobiografia "Time to Be in Earnest".

Phyllis Dorothy James nasceu em Oxford em 3 de agosto de 1920 e passou três décadas trabalhando em várias atividades, uma parte delas no departamento de polícia do ministério do Interior.

Em 1991, recebeu o título de baronesa. Entre seus prêmios literários está o Pepe Carvalho, que leva o nome do detetive criado pelo escritor espanhol Manuel Vázquez Montalbán, concedido pela cidade de Barcelona em 2008.