Massa e Rubinho vão pilotar carros da F-1 nas ruas do Rio e Porto Alegre

Evento gratuito acontece em novembro, é organizado pela Heineken e é aberto a todos os fãs do esporte

São Paulo — Os amantes da Fórmula 1 não terão do que reclamar no mês de novembro. Além da etapa brasileira do campeonato, que acontece nos dias 9, 10 e 11 no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, outros dois eventos organizados pela Heineken, patrocinadora oficial do GP do Brasil, vão levar a emoção da pista para as capitais do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul.

No dia 4 de novembro, Felipe Massa vai pilotar um carro oficial da F1 na Enseada de Botafogo, no Rio. Já no dia 10 de novembro será a vez de Rubens Barrichello comandar o volante no Gasômetro, em Porto Alegre. Além das exibições, ambos os eventos, que começam a partir das 9h, vão contar com atrações musicais e shows com motos. A entrada é gratuita e não precisa de cadastro prévio para participar. Massa e Barrichello vão pilotar carros da Williams Racing, equipe pela qual ambos os pilotos encerraram suas carreiras na Fórmula 1.

Evento da Heineken de F-1 vai ter exibição de pilotos brasileiros Evento da Heineken de F-1 vai ter exibição de pilotos brasileiros

Evento da Heineken de F-1 vai ter exibição de pilotos brasileiros (Heineken/Divulgação)

Segundo os organizadores, a intenção é aproximar a Fórmula 1 dos fãs que estão fora de São Paulo. “O sucesso do esporte não é mérito apenas dos pilotos. O grande espetáculo que vemos nas pistas é fruto de um trabalho em equipe, nos bastidores. Como este ano é a primeira vez em 48 anos que não temos um piloto brasileiro correndo, montamos o nosso time para levar a emoção do esporte para fora de Interlagos, onde poucos têm acesso”, disse Vanessa Brandão, diretora da marca Heineken, a EXAME.

“O evento é para qualquer pessoa que se encaixe em qualquer um dos grupos a seguir: os amantes de Heineken, os amantes de Fórmula 1, os curiosos pelo esporte. (…) Estimamos aproximadamente 100 mil pessoas ao redor da pista, uma vez que o Brasil é um dos maiores países do mundo em audiência para o esporte. Mesmo a audiência já sendo grande, tem potencial de crescer, e não é porque não temos pela primeira vez em 48 anos um piloto brasileiro correndo, que não vamos nos divertir com a Fórmula 1. Foi por isso que criamos esse evento e decidimos levá-lo para praças diferentes.”

A experiência do consumidor é muito importante para a Heineken, segundo a diretora da marca. “Criar uma experiência de marca é muito diferente de colocar um filme no ar apenas, a relação com o consumidor é mais profunda e marcante. Heineken desde o seu lançamento esteve presente em momentos relevantes de consumo, seja através de eventos patrocinados, ou de proprietários”, disse.

“Essa estratégia fez com que Heineken se tornasse a marca preferida do segmento premium de cervejas em 2017 e, em 2018, a marca preferida entre todas as marcas de cerveja do país, segundo dados da TNS, bem como a marca mais inovadora da categoria”, completou.

A prova de Interlagos em novembro será a penúltima etapa do campeonato de F1 de 2018. Como de costume, a definição do título pode acontecer em solo brasileiro. A corrida também deve ser marcada por homenagens ao piloto espanhol Fernando Alonso, da McLaren, que deve se aposentar da categoria após o fim do campeonato deste ano. Alonso ganhou dois títulos mundiais em Interlagos.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.