Mantenha todos os sapatos bem organizados no “cantinho da sapateira”

Seus sapatos merecem tratamento especial e podem ter lugar próprio dentro de casa; veja como organizar

Onde você costuma deixar os seus sapatos? Esta quarentena tem nos ensinado que é bem mais adequado não levar para dentro de casa nenhum mal indesejado. 

Pensando nisto é que muita gente optou por se acostumar a deixar os pares utilizados na rua já na entrada, numa sapateira. E dentro do quarto, nada de misturar roupas com sapatos também.

Que tal ter um cantinho de sapateira também no closet? Confira algumas ideias.

1. Sapateira improvisada

Se você não possui qualquer móvel sapateira dentro de casa, não se preocupe. Não é preciso ir às lojas para adquirir uma peça dessas se sua família só possui alguns poucos pares de sapatos. Ou mesmo se é para colocar só alguns pares logo na entrada de casa, no hall de entrada. 

Neste caso, é aceitável improvisar uma solução. Talvez construir uma pequena estante com restos de madeira mesmo. O que acha?

Revista Viva Decora Revista Viva Decora

Revista Viva Decora (Viva Decora/Divulgação)

2. Sapateira adaptada

Sabe aquele ditado: “quem não tem cão, caça com gato”? Pois bem, às vezes também vale para a decoração. Muitos móveis, dependendo das suas medidas e de outros detalhes de design, podem ser transformados, ou melhor, adaptados como sapateira. 

Você pode reservar qualquer cantinho que conseguir – um pedaço do armário do corredor, as prateleiras mais baixas de uma estante, alguns nichos de um balcão, e mais.

O negócio é você sempre se certificar das medidas do local escolhido. Lembrando que os pares de sapatos não podem ficar amontoados ou espremidos. Deve-se ter um cuidado ainda maior com as botas – principalmente as de cano alto. 

Uma medida padrão para as sapateiras é entre 21 e 31 cm de altura para 30 cm de profundidade. Agora, é interessante ter também espaços vazios com 36 a 40 cm de altura.

Larissa Minatti Larissa Minatti

Larissa Minatti (Viva Decora/Divulgação)

3. Sapateira arranjada

Nem sempre se tem uma área livre disponível dentro do quarto para a montagem de uma sapateira. No fim das contas, o que muitos fazem é adotar outros espaços no ambiente como tal. 

Por exemplo, a área vazia debaixo da cama é uma ótima opção para colocar caixas organizadoras ou sacos de sapateiras flexíveis feitas de pano e com fecho. Outra ideia é adaptar uma área dentro do guarda-roupa.

As prateleiras inferiores dos armários geralmente já são projetadas pensando em algo assim. Mais uma alternativa é pendurar os calçados em cabides especiais ou sacos sapateiras no cabideiro. Só que estas não são as melhores soluções. 

É preciso muita consciência por parte do usuário para entender que ele não poderá guardar itens assim dentro do guarda-roupa a não ser que já tenham sido antes bem higienizados.

Sandra Sanches Sandra Sanches

Sandra Sanches (Viva Decora/Divulgação)

4. Sapateira planejada

No fim das contas, o melhor mesmo é ter uma sapateira de verdade, ou seja, um armário construído especialmente para este fim e muito bem dimensionado. 

Agora, mesmo entre as sapateiras planejadas podemos notar algumas diferenças. Primeiro é preciso destacar que elas podem ser projetadas de dois modos: ou com nichos ou com prateleiras deslizantes.

O mais recomendado pelos designers é a sapateira com prateleira reta. Este modelo de sapateira acomodaria melhor os pares de sapatos. E para ter o seu espaço interno bem otimizado, pode-se ainda utilizar os organizadores de sapatos de plástico – que permitem a colocação de um pé de sapato sobre o outro. Contudo, as sapateiras com prateleiras inclinadas podem ocupar menos espaço da planta do quarto.

CASAon CASAon

CASAon (Viva Decora/Divulgação)

Quando a sapateira encontra-se embutida dentro de um conjunto de balcões, para acompanhar a profundidade deste armário, fazem-se prateleiras deslizantes. 

Assim, quando o usuário quiser acessar os pares de sapatos que estão bem ao fundo, basta puxar a tábua. Inclusive, há acessórios aramados para guarda-roupas que funcionam também como sapateiras deslizantes e que podem ser incorporados ao seu closet.

Nicolle do Vale Nicolle do Vale

Nicolle do Vale (Viva Decora/Divulgação)

Lembre-se que os sapatos mais caros, poucos utilizados e fabricados em materiais mais delicados não devem ficar expostos à vista. Contudo, eles também não devem ficar abafados demais. 

De resto, deixe perto da porta da casa os modelos que você utilizará para sair nesta quarentena. E os demais – bem higienizados – dentro do seu quarto.

Essas de organização de sapatos com o uso de sapateira foram criadas pela equipe Viva Decora.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.