Guga entra para o Hall da Fama do tênis

Tricampeão de Roland Garros se emocionou durante uma homenagem nesta quinta-feira

São Paulo – O brasileiro Gustavo Kuerten, tricampeão de Roland Garros, se emocionou nesta quinta-feira durante uma homenagem na qual foram lembrados os principais momentos de sua carreira e que concretizou sua entrada no Hall da Fama do tênis.

‘Tenho que confessar que em meus primeiros dez ou 12 anos de tênis, nem sabia que o Hall da Fama existia. Estava muito longe das minhas expectativas e da minha imaginação’, disse Guga durante o evento.

O ex-tenista, que liderou o ranking da ATP durante 43 semanas, agradeceu outros atletas dentro e fora do Brasil, e foi às lágrimas quando suas principais vitórias foram lembradas em imagens mostradas em um telão.

‘Na imaginação do meu pai, não iria conseguir chegar tão longe. Tive exemplos aqui no Brasil, como Ayrton Senna, que foi uma pessoa que me motivou no início da minha carreira e também os tenistas internacionais, obviamente. Bjorn Borg, John McEnroe, Sampras e Agassi, todos me influenciaram’, declarou o ex-número um do mundo.

Ao longo dos 13 anos como tenista profissional, Kuerten conquistou 466 vitórias e 28 troféus, entre eles os Roland Garros nos anos de 1997, 2000 e 2001.

Nos anos 2000, criou o Instituto Guga Kuerten, uma fundação que apoia pessoas necessitadas e colabora com outras instituições que trabalham em áreas diferentes, como a educação, e a integração no esporte.


O presidente do Hall da Fama do tênis, situado na cidade americana de Newport, Christopher Clouser, atribuiu também o reconhecimento às ações de caridade do brasileiro.

‘No ano passado, tivemos a entrada de Andre Agassi. Além de ser um grande jogador, Andre, como Guga, é um grande ativista humanitário. Ele usou a força do tênis para melhorar a vida das pessoas. Guga, como grande jogador, mas também grande ativista, estou feliz em anunciar que você foi eleito para o Hall da Fama’, declarou Clouser, se dirigindo ao ex-atleta catarinense.

No evento, estavam presentes outros dos principais nomes do tênis brasileiro, María Esther Bueno e Thomaz Koch. A cerimônia de entrada de Guga no Hall da Fama, na qual também será homenageado o espanhol Manuel Orantes, está prevista para o próximo dia 14 de julho, em Newport.

Kuerten também falou sobre sua vontade de trazer as finais da ATP para o Brasil. Ele deverá viajar em breve para Miami, a fim de conversar com dirigentes da ATP e trazer o evento para o país.

‘É algo pessoal. Vejo que existe uma oportunidade grande e um interesse do próprio Brasil. O momento é propício, principalmente olhando os acontecimentos. Tudo leva a crer que existe sim uma chance de trazer o evento para cá’, comentou. EFE

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.