Com pandemia, tendência dos cinemas drive-in cresce no Brasil

Diante do cenário de salas fechadas, uma alternativa aos cinemas tradicionais está voltando a ganhar popularidade: os cinemas drive-in

Com a quarentena imposta pela pandemia do novo coronavírus, qualquer tipo de ambiente fechado com grande aglomeração de pessoas é inviável. Assim, salas de cinema, teatros, casas de shows e museus estão fechados desde a metade de março.

Diante desse cenário, uma alternativa aos cinemas tradicionais está voltando a ganhar popularidade: os cinemas drive-in, onde os espectadores veem o filme de seus carros, não lado a lado em poltronas. Muito populares nos Estados Unidos nos anos 1950 a 1970, a alternativa evita proximidade e contato entre pessoas desconhecidas e, com restrições, pode ser uma alternativa segura para quem está com saudade da sala de cinema.

No Rio de Janeiro, a Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, vai inaugurar um cinema drive-in até o fim de maio. Conforme disse ao jornal O Globo a presidente da fundação, Renata Monteiro, a ideia é que haja programação de terça a domingo, com uma sessão noturna por dia. Mais para a frente, serão duas sessões por dia aos fins de semana.

O espaço terá lanchonete com vendas online e vai abrigar 150 carros. Será permitido apenas duas pessoas por carro. A curadoria ficará por conta de Ricardo Cota, curador da Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio.

Na Praia Grande, no litoral paulista, já funciona o Cine Drive-In no Litoral Plaza Shopping, em um projeto criado pela exibidora Cinesystem. São duas sessões por dia no estacionamento do shopping, com ingresso a 15 reais. Parte do valor é revertida para o Fundo Social de Solidariedade da Praia Grande. Mesmo nos carros, os espectadores devem usar máscara. Os funcionários que vendem alimentos também usam máscara e luva e disponibilizam álcool em gel. 

Em São Paulo, o Allianz Parque, estádio do Palmeiras, planeja um projeto de cinema drive-in que deve ser inaugurado em até dois meses. O projeto “Arena Sessions” contará com filmes, shows e palestras. Para os dias de filmes, a ideia inicial é exibir clássicos. O plano é ter serviço de alimentos e bebidas, que serão entregues pela janela do carro, evitando contato entre funcionários e espectadores. O Allianz Parque espera liberação de licença para operar o novo serviço.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.