Cinema brasileiro quebra recorde em 2013

Até o fim de 2013 terão chegado às salas de cinema mais de 120 filmes, um número inédito nos últimos 30 anos

São Paulo – O balanço preliminar feito pela Ancine indica que o desempenho do cinema nacional quebrou recorde de número de lançamentos, público e renda de filmes nacionais em 2013. Até o fim de 2013 terão chegado às salas de cinema mais de 120 filmes, um número inédito nos últimos 30 anos.

Ainda faltando computar os dados das três últimas semanas do ano, os filmes brasileiros foram responsáveis pela venda de 25,3 milhões de ingressos, gerando uma renda próxima aos R$ 270 milhões.

Projeções indicam que o ano deve fechar com um total próximo aos 27,5 milhões de espectadores para os filmes brasileiros, cerca de 2 milhões a mais do que o recorde histórico, alcançado em 2010.

Em 2013, aponta a Ancine, o sucesso das bilheterias está bem distribuído, ao contrário de 2010, quando “Tropa de Elite 2” foi responsável pela venda de mais de 11 milhões de ingressos.

Este ano nove filmes ultrapassaram a marca de um milhão de espectadores e 21 superaram os 100 mil ingressos vendidos. Até o fim de novembro, o market share do cinema brasileiro em 2013 está em 18,3%, contra 10,62% em 2012.

As cinco maiores bilheterias do período foram: “Minha Mãe é uma Peça”, de André Pellenz, com 4,6 milhões de ingressos vendidos; “De Pernas pro Ar 2”, de Roberto Santucci, lançado na última semana de 2012, com 4,2 milhões ingressos vendidos; “Meu Passado me Condena”, de Julia Rezende, com 2,9 milhões de ingressos vendidos; “Vai que dá Certo”, de Maurício Farias, com 2,7 milhões de ingressos vendidos; e “Somos Tão Jovens”, de Antonio Carlos da Fontoura, com 1,7 milhões de ingressos vendidos; “Crô, o Filme”, de Bruno Barreto, ainda em cartaz; “Faroeste Caboclo”, de René Sampaio; “O Concurso”, de Pedro Vasconcelos; e “Mato sem Cachorro”, de Pedro Amorim, também contribuíram com uma quantidade de bilhetes vendidos acima dos seis dígítos.

O Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), aponta a agência, pode ser creditado como um dos maiores responsáveis por este crescimento. Em 2012, 61% do total das receitas de bilheteria dos lançamentos nacionais do ano vieram de filmes contemplados com recursos do FSA. Em 2013, com dados consolidados até o mês de novembro, este número subiu para 71%.

Em 2014, segundo dados da Superintendência de Acompanhamento de Mercado da Ancine, 136 filmes nacionais devem ser lançados.

Salas

Em relação ao parque exibidor brasileiro, o Programa Cinema Perto de Você, operado com recursos do FSA, contribuiu nos últimos anos para o crescimento e estimulou a desconcentração das salas de cinema no país. De 2009 a dezembro de 2012, quando o ano fechou com 2.517 salas, foi constatado um crescimento de 19,3%.

O ano de 2013 deve fechar contabilizando um total de 2.730 salas de cinema no território nacional. Uma das metas do programa é que todas estas salas estejam digitalizadas até o final de 2015.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.