Britânicos podem gastar US$ 259 milhões em pubs no fim de semana

No sábado, bares serão reabertos na Inglaterra pela primeira vez desde o fechamento em março

Britânicos devem gastar cerca de 210 milhões de libras (US$ 259 milhões) em pubs neste fim de semana como forma de comemorar a reabertura e resgatar o setor em crise.

No sábado, pubs serão reabertos na Inglaterra pela primeira vez desde o fechamento em março. Os gastos devem ser 70% maiores do que num fim de semana médio em razão do maior volume consumido, segundo estimativas do Center for Economics and Business Research.

Ainda assim, os gastos extras não serão suficientes para ajudar pubs a recuperarem rentabilidade – limites para o número de clientes e custos fixos podem reduzir a rentabilidade para menos da metade do que era antes da pandemia, diz o relatório. Os custos de reabertura podem encolher esse número ainda mais.

Pubs e restaurantes têm permissão para reabrir em 4 de julho, e regras de distanciamento social serão flexibilizadas, permitindo que pessoas voltem a se reunir em espaços apertados. A tentativa de alavancar a economia coincide com o alerta de assessores do governo de que o coronavírus, que matou mais de 43.500 pessoas no Reino Unido, deve persistir até 2021.

Pubs na Irlanda do Norte podem abrir para clientes a partir de sexta-feira, enquanto os chamados jardins de cerveja na Escócia poderão reabrir a partir de 6 de julho. Não há data fixa para a reabertura de bares no País de Gales.

A estimativa é de que um em cada três adultos visite um pub na primeira semana após a reabertura. Com os bares fechados, britânicos têm bebido mais em casa. Lojas de bebidas alcoólicas são um dos apenas dois canais de varejo que registraram aumento dos volumes de vendas desde o início da crise.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.