Barcelona se afasta de Ronaldinho Gaúcho após apoio a Bolsonaro

Segundo a publicação espanhola Sport, o apoio de Gaúcho e Rivaldo vai na contramão dos princípios do Barça e incomodou a alta cúpula do time

São Paulo — Segundo o jornal espanhol Sport, o Barcelona tomou a decisão de se afastar de dois de seus embaixadores brasileiros, Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo, por eles terem declarado apoio ao candidato de extrema-direita à Presidência pelo PSL Jair Bolsonaro.

A publicação espanhola disse que a “posição de Ronaldinho a favor de Jair Bolsonaro como futuro presidente do Brasil surpreendeu pelas posições extremas e antagônicas do candidato aos valores que defendem não somente o Barcelona como também a sociedade em geral”.

“A homofobia, a misoginia e o racismo que Bolsonaro pregou ao longo de seus 30 anos de carreira política e que tem exaltado em sua campanha eleitoral são inaceitáveis no ponto de vista dos torcedores do Barcelona já que esse é um dos times que mais se posicionou internacionalmente do lado oposto ao do Bolsonaro”, escreveu o jornal espanhol.

O Barcelona não se posicionou oficialmente sobre a postura do jogador brasileiro, mas segundo o Sport, a alta cúpula do time decidiu diminuir a presença de Ronaldinho em eventos oficiais do Barça, incluindo os patrocinados, como os amistosos do Legends, nos quais Gaúcho sempre esteve presente.

De acordo com a publicação, Ronaldinho Gaúcho tem um acordo comercial com o Barça e cobra para participar desse tipo de evento, assim como o colega Rivaldo, que também costuma estar nas partidas dos Legends e é outro que deve ter sua imagem gradualmente afastada do time, segundo o Sport.

Confira abaixo a foto que o Ronaldinho Gaúcho declarou apoio ao candidato Jair Bolsonaro no Twitter.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.