Achou o iPhone X caro? Versões de luxo custam até 80 vezes mais

Com valores que podem chegar a quase 80 mil dólares, empresas oferecem versões luxuosas do já caro smartphone da Apple

São Paulo – 344 diamantes, 14 rubis e uma placa de ouro: essa é a composição de uma das versões de luxo disponíveis para o iPhone X – que, acredite, não é nem de longe a mais cara.

Famoso por seu preço salgado, o mais novo smartphone da Apple chegou aos Estados Unidos por 999 dólares, o maior preço já atingido por um modelo da marca. No Brasil, o aparelho chegará em breve, custando a partir de 7 mil reais.

Perto de algumas versões disponíveis, porém, esses preços parecem até pechincha. Criados por empresas que se dedicam a “tunar” aparelhos celulares, alguns modelos podem chegar a 79,9 mil dólares (ou 260 mil reais).

O primeiro lugar no quesito “ostentação” fica com a versão Lux iPhone X Ingot 250, da empresa britânica Brikk. Nela, o aparelho de 256GB é todo coberto por ouro 22k – categoria que fica abaixo apenas do ouro puro.

O modelo tem venda prevista para janeiro de 2018 e, por baixo de todo o luxo, é exatamente igual ao vendido oficialmente pela Apple. No site oficial da marca também é possível encontrar opções mais “humildes”, com preços a partir de 7,9 mil dólares (25,7 mil reais).

A versão repleta de pedras preciosas, por sua vez, é oferecida pela fabricante russa Caviar. Chamada de iPhone X Imperial Crown, ela traz, em meio às mais de 300 pedras preciosas, uma referência ao brasão de armas da Rússia.

Na versão de 64GB, o modelo chega a custar 34,2 mil euros (o equivalente a 130 mil reais) e traz, também, as mesmas especificações técnicas que o aparelho original. Além dele, a fabricante também oferece outros modelos personalizados.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.