Qual é a relação do Mick Jagger com a vitória da Inglaterra?

Na manhã desta segunda-feira, 21, a Inglaterra ganhou de goleada do Irã, por 6 a 2
O vocalista da banda Rolling Stones, Mick Jagger (NurPhoto/Getty Images)
O vocalista da banda Rolling Stones, Mick Jagger (NurPhoto/Getty Images)
L
Luiza VilelaPublicado em 21/11/2022 às 16:22.

Vencer ou perder um jogo na Copa do Mundo pode ser um ato definido, por muitos, como uma questão de sorte. E, no caso da Inglaterra — dizem os internautas — a presença do Mick Jagger no estádio faz toda a diferença.

Na manhã desta segunda-feira, 21, a Inglaterra ganhou de goleada do Irã, por 6 a 2. A disputa ocorreu no estádio Khalifa Internacional, em Doha (Catar) e o vocalista da banda Rolling Stones não estava presente — o que, segundo sugere a "tradição", garantiu a vitória do time britânico.

De acordo com os torcedores, toda vez que Mick Jagger está assistindo a um jogo no estádio, ao vivo, a equipe para a qual ele torce perde a disputa. É um caso de "pé-frio" que começou na Copa de 2010, disputada na África do Sul.

Acompanhe os jogos da Copa do Mundo ao vivo pela EXAME

Na época, a Inglaterra perdeu para a Alemanha no jogo em que o artista esteve presente no estádio. Alguns dias depois desses dois jogos, Mick Jagger disse que o time da Argentina tinha a atenção dele, por ter feito bons jogos na Copa da África do Sul. No jogo seguinte a essa declaração, a Argentina perdeu de 4 a 0 para a Alemanha e foi eliminada do campeonato.

Em 2018, na Copa da Rússia, Mick Jagger também foi ao estádio para torcer pela Inglaterra. Nessa disputa, a Croácia levou por 2 a 1, na prorrogação.

O histórico de derrotas do Brasil e a relação com Mick Jagger

Também em 2010, o cantor apareceu no estádio vestido com a camiseta da seleção brasileira, e advinha? O time perdeu para a Holanda e foi eliminado da Copa. O famoso 7 a 1, goleada da Alemanha contra o time do Brasil, também contou com a presença de Jagger no estádio.

Neste ano, se a Seleção quiser conquistar o título do Hexa, é bom torcer para que o cantor não apareça nos estádios. Afinal, a tendência é que a simples presença do vocalista já dite o rumo da partida.

LEIA TAMBÉM: