Por onde andam os jogadores brasileiros da Copa da Rússia de 2018?

Filipe Luís, Danilo, Marcelo, Philippe Coutinho... Confira onde estão os titulares da seleção que chegou às quartas de final no último Mundial da Fifa
 (Leonhard Foeger/Reuters)
(Leonhard Foeger/Reuters)
G
Gabriel Padilla Neves

Publicado em 17/08/2022 às 08:00.

Última atualização em 22/08/2022 às 17:02.

Que a Copa do Mundo da Fifa aconteceu na Rússia no ano de 2018 todos lembram. Mas, três meses antes da Copa do Catar, por onde anda cada titular da seleção de Tite que chegou às quartas de final da competição de seleções mais importante do mundo?

Alguns ainda são destaque, como Neymar, alguns nunca mais foram chamados e outros devem ser novamente convocados. No plantel da última copa, o treinador brasileiro optou por comandar um time com equilíbrio entre atletas mais experientes e atletas mais jovens.

A média de idade dentre os convocados para vestir a camisa do Brasil no compromisso de maior visibilidade e importância no planeta futebolístico foi de 28,1 anos, uma média considerada baixa para o campeonato.

Em 2018 a seleção contou com um esquema 4-3-3, isto é, com dois zagueiros e dois laterais, mais à frente o trio do meio-campo, com os pontas e o atacante finalizando a escalação. Confira onde estão hoje os principais jogadores daquele Mundial.

GOLEIRO

Para assumir o papel de guarda redes do plantel brasileiro o escolhido de Tite foi o goleiro Alisson, tendo grande participação nas competições inglesas e europeias desde pouco antes da Copa.

Alisson Becker

Na época com 25 anos, estava mostrando todo o seu potencial para a Europa e para o mundo. Encerrou a temporada 2017-18, a anterior à Copa, jogando pelo Roma da Itália, onde teve um desempenho individual de elite. Logo após voltar para o território italiano, ele seria contratado pelo Liverpool, onde joga até hoje, tendo conquistado a Champions 2018-19 e a Premier League 2019-20. Têm sido bastante convocado ultimamente, sendo titular na Copa América 2021.

Copa do Mundo do Catar: quanto custa ir? Veja preços de pacotes

Fifa quer antecipar data de início da Copa do Catar: entenda

ZAGUEIROS

Os escolhidos do Tite para a ala defensiva foram os zagueiros Thiago Silva, Miranda, Danilo (que jogou contra a Suíça) e os laterais Fagner, Marcelo e Filipe Luís (que jogou apenas contra o México nas oitavas).

Thiago Silva

Com 33 anos em 2018, era titular absoluto do PSG, sendo o “xerifão” do time. Em terras francesas o jogador teve muito sucesso, conquistando diversos títulos na carreira pelo clube. Em 2020 deixou o time após oito temporadas para vestir a camisa do Chelsea, onde logo na sua primeira temporada conquistou a Champions League. Segue jogando até hoje por lá. Foi convocado pela última vez em 2021.

João Miranda de Souza, o Miranda

Disputou o torneio quando tinha 33 anos de idade. Na época era um dos principais atletas da Inter de Milão, em alta na época do torneio. Apesar de ser excelente zagueiro, não obteve muito sucesso no time italiano, sendo transferido para a China em 2019. Em 2021 voltou ao Brasil para jogar pelo São Paulo, onde permanece até hoje. Sua última convocação foi na Copa América de 2019.

Danilo Luiz da Silva

Tinha 27 anos em 2018. Embarcou para a Rússia como zagueiro reserva, sendo utilizado por Tite apenas no jogo contra a Suíça. Naquela temporada ele vestia a camisa do Manchester City. Pelo time inglês foi multicampeão, incluído duas Premier League. Em agosto de 2019 foi jogar pela Juventus com o objetivo de recuperar as forças da “Velha Senhora”, mas não conseguiu o mesmo prestígio do Manchester. Foi convocado recentemente, em junho deste ano.

LATERAIS

Fagner Lemos

Tinha 29 anos na Copa e foi o único atleta que representou nosso país jogando em uma equipe brasileira. Um dos melhores laterais-direito do Brasil, joga pela equipe do Corinthians desde 2014. Antes atuava no Wolfsburg, da Alemanha. Pelo time alvinegro conquistou diversos títulos antes da Copa, com destaque para dois Brasileirões. Após a Rússia ainda foi vice-campeão da Copa do Brasil em 2018 e conquistou um Paulistão em 2019. Atuou pelo Brasil em junho deste ano.

Marcelo Vieira

Em 2018 ele tinha 30 anos. Marcelo participou de uma era mágica no Real Madrid, que se encerrou na temporada 2017-18. Desde a última Copa, o lateral-esquerdo sempre esteve presente nas principais premiações da Espanha, da Europa e do planeta. O jogador atualmente está sem clube, após deixar os merengues depois da Champions de 2022. Não atua pelo Brasil desde a última Copa.

Filipe Luís Kasmirski

Tinha 32 anos na última Copa, em que atuou apenas nas partidas contra Sérvia e México. Na época, era um dos principais laterais da liga espanhola. Atuou pelo Atlético de Madrid entre as temporadas 2015-16 e 2018-19. Em julho de 2019 voltou para o Brasil, sendo titular absoluto daquele Flamengo que conquistou quase tudo na última temporada pré-pandemia. Continua no time rubro-negro e jogou pela última vez na seleção em 2019.

José Paulo Júnior, o Paulinho

Foi à Rússia com 29 anos. Naquele ano, era atleta do Barcelona. Apesar de sua enorme habilidade como meio-campista, o jogador ficou lá apenas na temporada de 2017-18. Logo após o ciclo na Europa embarcou para o futebol chinês, onde até 2021 jogou pelo GZ Evergrande. Depois disso assinou com o Corinthians, onde segue até hoje. Vestiu a camisa verde e amarela pela última vez em 2018.

Philippe Coutinho

Tinha 26 anos em 2018. O jogador de habilidade incontestável que atuou no meio-campo naquela seleção de Tite atuava então no Barcelona, mas seu desempenho foi piorando depois da Copa. Na temporada 2019-20 foi emprestado ao Bayern de Munich, retornando ao Barça na temporada 2020-21. Em 2022 foi emprestado ao Aston Villa, sendo vendido logo depois. Tenta recuperar seu futebol na Premier League. Atuou pelo Brasil pela última vez em junho.

Carlos Francisco, o Casemiro

Tinha 26 anos em 2018. O volante foi titular absoluto naquela seleção e desde 2015 joga pelo Real Madrid. Sempre foi peça-chave no time com mais Champions League da história, sendo indicado a premiações como Seleção da Temporada. Nesses sete anos na Espanha conquistou incontáveis títulos, incluindo cinco Ligas dos Campeões. É considerado titular certo no Catar.

Fernando Luís, o Fernandinho

Com 33 anos em 2018, disputou apenas a partida contra a Bélgica, quando marcou o fatídico gol contra. Foi jogador do Manchester City entre 2013 e 2022, acumulando vários títulos, como cinco Premier League, principalmente de 2017 para cá. Em 2022 retornou para o Athletico do Paraná, onde já havia jogado ainda na base. Não entra em campo pelo Brasil desde a Copa América de 2019.

Willian Borges

Tinha 30 anos na Copa. O ponta-direita era camisa 10 do Chelsea, onde jogou por sete anos e conquistou duas Premier League, até ir para seu maior rival, o Arsenal, em 2021. Sem sucesso nos “Gunners”, retornou ao Brasil em 2021 para jogar na equipe do Corinthians, onde ficou até 2022. Atualmente está sem clube. Não joga pela seleção desde 2019.

Gabriel Jesus

O centroavante titular na Copa da Rússia tinha apenas 21 anos. Profissionalizado no Palmeiras, foi jogador do Manchester City entre as temporadas 2016-17 e 2021-22, até ir para o Arsenal este ano. Foi bem sucedido no Manchester, com diversas conquistas, como quatro Premier League e quatro Taças da Inglaterra. Jogou este ano pela seleção.

Neymar Júnior

A sensação da seleção tinha 26 anos em 2018. Um dos principais jogadores daquele time, chegou à Copa em sua primeira temporada pelo Paris Saint-Germain, após ser protagonista da maior transferência da história. Ainda não convenceu os torcedores parisienses. Conquistou quatro Ligue 1, mas o esperado troféu da Champions nunca veio. É indispensável nas convocações de Tite.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.