Novak Djokovic anuncia que não disputará o US Open por não ter tomado vacina contra covid

Entenda por que tenista sérvio não poderá participar, embora torneio não exija vacinação
Novak Djokovic: tenista não disputará o US Open por não ter tomado vacina contra covid (Thomas Kronsteiner/Getty Images)
Novak Djokovic: tenista não disputará o US Open por não ter tomado vacina contra covid (Thomas Kronsteiner/Getty Images)
A
Agência O GloboPublicado em 25/08/2022 às 13:12.

Novak Djokovic não disputará o US Open em 2022. O ex-número 1 do mundo anunciou, nesta quinta-feira, em sua conta oficial no Twitter, sua desistência do último Grand Slam da temporada. O torneio não exige vacinação dos atletas, e, por isso, o sérvio contava que poderia se inscrever.

O governo dos Estados Unidos, porém, não permite a entrada de estrangeiros não-vacinados no país e, por isso, ele não poderá jogar.

"Infelizmente, não poderei viajar para NY desta vez para o US Open. Obrigado #NoleFam por suas mensagens de amor e apoio. ❤️ Boa sorte aos meus colegas jogadores! Vou me manter em boa forma e com espírito positivo e esperar uma oportunidade de competir novamente. 💪🏼 Até breve, mundo do tênis!", afirmou o tenista em seu Twitter.

O sérvio esperou até o prazo limite para o sorteio das chaves, nesta quinta-feira, ainda esperançoso de que houvesse uma mudança na legislação americana por parte do governo, que não aconteceu. Assim, se antecipou ao sorteio para anunciar sua desistência.

Antivacinação, Novak deixou de disputar dois dos quatro maiores torneios da temporada e despencou no ranking mundial. Djoko ainda deve perder o Australian Open do ano que vem, depois de ter sido deportado do país por tentar entrar sem vacina. O jogador teve seu visto cancelado e não pode tirar um novo por três anos.

Atualmente na 6ª colocação, o sérvio perderá 1200 pontos que conquistou como vice-campeão em 2021, caindo para 3570. Dependendo dos resultados, ele pode ficar até mesmo fora do top 10. De quebra, Djokovic ainda pode ver Rafael Nadal ampliar a distância para ele em número de títulos de Grand Slam. O espanhol tem 22 contra 21 do sérvio.

LEIA TAMBÉM:

Djokovic anuncia fim da parceria com seu treinador após 15 anos

Bia Haddad é derrotada por Simona Halep e fica em segundo lugar no WTA de Toronto

Coca-Cola no álbum da Copa: como conseguir as figurinhas especiais da marca?