Esporte

F1: conheça as novas regras que podem mudar as dinâmicas das corridas para 2024

Proposta é equilibrar a competitividade entre as equipes e deixar a modalidade mais atrativa para novas fabricantes

Fórmula 1: GP de São Paulo começa em novembro (Dirk Waem/Getty Images)

Fórmula 1: GP de São Paulo começa em novembro (Dirk Waem/Getty Images)

Mateus Omena
Mateus Omena

Repórter da Home

Publicado em 30 de outubro de 2023 às 06h00.

Neste mês, a FIA anunciou uma série de medidas e revisão de regras da Fórmula 1, de modo que as competições se tornem mais justas entre os pilotos e suas equipes a partir de 2024, com foco na temporada de 2026.

Em uma recente reunião, o Conselho Desportivo Mundial da FIA estudou a alteração e o banimento de certas práticas bastante comuns nas etapas da F1, para evitar que determinados times tenham o controle absoluto das temporadas. Além de contribuir para a maior movimentação das classificações.

Outra questão que vem sendo debatida entre os organizadores das provas envolve uma espécie de "competição desleal" entre as equipes, principalmente no desenvolvimento dos carros para as corridas em períodos fora do estabelecido, com o objetivo de obter vantagens sobre os rivais.

Para evitar a preparação dos carros da temporada de 2026 mais cedo do que o ideal, a Fórmula 1 pretende definir uma data antes da qual nenhum grupo poderá começar a trabalhar no projeto. A medida também pode impactar 2025, último ano do atual regulamento.

Apesar da aparente austeridade, as mudanças também visam melhorar a performance dos carros da categoria. Segundo o site alemão Auto Motor und Sport, mesmo que muitas normas ainda não estejam definidas, serão aplicadas ações para conter o peso extra da nova unidade de potência, que será mais pesada do que atualmente.

A proposta é deixar a Fórmula 1 ainda mais atraente para as novas fabricantes, deixar o grid mais competitivo e agregar valor à categoria de automobilismo.

A seguir, veja o que muda na Fórmula nos próximos anos:

  • A FIA e a F1 desejam descartar o limite mínimo de peso;
  • O downforce e a resistência aerodinâmica serão reduzidos. As unidades de potência serão mais pesadas do que atualmente, para que o restante do veículo seja mais leve. Assim, os veículos e os pneus serão menores;
  • As caixas de marchas serão reduzidas de oito para seis velocidades. A largura passaria de 200 cm para 190 cm, e a distância entre eixos cairia de 360 cm para 340 cm;
  • Menor carga aerodinâmica produzida pelas asas;
  • Fim do uso dos DRS (asa traseira móvel), que é aplicado bastante para aumentar a velocidade e ajudar os pilotos nas ultrapassagens. A ação é defendida pela F1;

Quando as regras começam a valer?

Ainda não foram definidas todas as mudanças nas regras, a maneira como serão aplicadas entre as equipes e as datas em que começam a valer.

A FIA também precisa que as medidas sejam votadas e aprovadas entre os times, em um concenso que torne a competição equilibrada e uniforme a todos.

Acompanhe tudo sobre:Melhor GP do BrasilGP São PauloFórmula 1Corrida

Mais de Esporte

Quanto vão ganhar os campeões e vices da Euro e Copa América?

Grêmio x Operário: onde assistir e horário pela Copa do Brasil

Guia das Olimpíadas de Paris 2024: tudo o que você precisa saber antes do início dos jogos

Argentina x Colômbia: onde assistir e horário pela final da Copa América 2024

Mais na Exame