Em clima de revanche, Brasil vence Itália no Mundial de Vôlei Feminino

A seleção comandada por José Roberto Guimarães volta à quadra às 11h desta quarta, 5, contra Porto Rico, no segundo jogo pelo Grupo E
Seleção Brasileira de Voleibol Feminino (Twitter / Time Brasil/Divulgação)
Seleção Brasileira de Voleibol Feminino (Twitter / Time Brasil/Divulgação)
A
Agência Brasil

Publicado em 04/10/2022 às 19:26.

Última atualização em 04/10/2022 às 20:56.

A seleção brasileira levou a melhor sobre a Itália, uma das favoritas ao título do Mundial de Vôlei Feminino. A partida de abertura da segunda rodada da competição, em Roterdã (Holanda), teve clima de revanche – o Brasil perdeu para as adversárias o título da Liga das Nações em julho.  Mas hoje a história foi outra: as brasileiras não só ganharam por 3 sets a 2 ( 25/20, 22/25, 22/25, 25/21 e 17/15), como quebraram a invencibilidade das italianas no Mundial.

A seleção comandada por José Roberto Guimarães volta à quadra às 11h (horário de Brasília) desta quarta (5) contra Porto Rico, no segundo jogo pelo Grupo E. Bicampeã olímpica, a seleção busca o título inédito do Mundial.

“Fiquei muito feliz com o resultado e o comportamento da equipe. Passamos por muitas adversidades durante o jogo e conseguimos ser eficientes nas horas decisivas. A diferença do jogo foi o número de erros. O sistema defensivo hoje funcionou melhor e é muito difícil parar a Egonu. O time teve uma lucidez muito grande na marcação do bloqueio e no sistema defensivo. O nosso saque ainda precisa melhorar. Ganhar da Itália foi muito importante ainda mais depois da nossa derrota para o Japão. O campeonato está aberto e temos que buscar a melhor classificação possível”, disse o treinador Zé Roberto, em depoimento à Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

Quem brilhou à frente da equipe nacional foi a ponteira e capitã Gabi, que anotou 30 pontos, e a central Carol, com 14. Do lado italiano, a oposta Paola Egonu somou 37 pontos.

“O diferencial da nossa equipe é o time. Quando jogamos com essa alegria, dando confiança uma para outra, com atitude é difícil jogar contra a nossa equipe. Sabemos que jogamos no conjunto, as meninas me deram força o tempo todo. Se acreditarmos ponto a ponto podemos jogar de igual para igual contra qualquer um dos times. Estamos focadas na postura e atitude. Foi um resultado muito importante contra uma das equipes favoritas da competição. A caminhada é muito longa e já vamos pensar em Porto Rico", completou a capitã Gabi.

O Brasil disputa a segunda fase do Mundial no Grupo E com outras sete nações. No Grupo F estão mais oito equipes. Nesta etapa do Mundial as nações não repetem os mesmo confrontos da primeira fase, ou seja, o Brasil não terá mais de encarar Japão, China e Argentina. Avançam às quartas de final as quatro seleções primeiras colocadas em cada chave.

Próximos jogos da Seleção Brasileira de Voleibol Feminino

06.10 (QUINTA-FEIRA) – Brasil x Porto Rico, às 11h (horário de Brasília)
07.10 (SEXTA-FEIRA) – Brasil x Holanda, às 15h15 (horário de Brasília)
08.10 (SÁBADO) – Brasil x Bélgica, às 12h (horário de Brasília)

Leia também: