Esporte

Com elenco feminino forte, Globo promove evento para falar de Copa do Mundo; veja detalhes

Elenco do esporte da Globo conversou com jornalistas sobre a cobertura do Mundial

Para a cobertura da Copa do Mundo, os canais globos contarão com a maior parte por mulheres na equipe (João Miguel Júnior / TV Globo/Reprodução)

Para a cobertura da Copa do Mundo, os canais globos contarão com a maior parte por mulheres na equipe (João Miguel Júnior / TV Globo/Reprodução)

Antonio Souza
Antonio Souza

Repórter da Home e Esportes

Publicado em 18 de julho de 2023 às 12h09.

Última atualização em 18 de julho de 2023 às 12h13.

Falta pouco para o início da Copa do Mundo Feminina, momento em que os olhos do mundo estarão voltados para a Austrália e a Nova Zelândia, países sede da competição. A Globo, emissora oficial da Copa, promoveu um encontro para falar sobre a cobertura do mundial.

Estiveram reunidos na última terça-feira, 11, no Copacabana Palace, jornalistas e influenciadores digitais para um bate-papo. O evento contou com os executivos da Globo e o elenco envolvido nas transmissões a partir do próximo dia 20.

Renato Ribeiro, diretor de produção e conteúdo de esporte da Globo, destacou a importância da Copa do Mundo Feminina para o esporte da emissora e como transmissões da modalidade evoluíram. "Para nós, o futebol feminino além de um negócio, é um posicionamento importante! A Copa de 2019 foi um divisor de águas no interesse do brasileiro em futebol feminino. "Aqui no Brasil, em termos de audiência, quase 20 milhões de pessoas acompanharam a final entre Estados Unidos e França, isso mostra que a gente acredita na modalidade como um produto de extremo potencial entre os brasileiros", destacou.

Em seguida, Joana Thimoteo, diretora de eventos do esporte da Globo, contou como será a cobertura desta edição do Mundial e como as marcas estão se interessando cada vez mais pela modalidade. “Acreditamos na capacidade do negócio e queremos falar com mais gente, fomentando o assunto através de uma cobertura diversa, plural, para que todas as pessoas se identifiquem. Vendemos 17 cotas de participação entre Globo e SporTV, algo inédito e que mostra força do evento. As marcas percebem o interesse de mercado e que a audiência está aumentando, completou.

Como será a transmissão da Copa Feminina na Globo?

Durante a Copa do Mundo, a TV Globo exibirá pelo menos sete jogos da competição, com pré-jogo de no mínimo 20 minutos. Os telejornais e programas informarão o que estiver acontecendo com notícias atualizadas pela equipe de reportagem direto do país da Copa.

Na programação do SporTV, com a participação dentro dos programas, os correspondentes Raphael Sibilla, André Gallindo e Guilherme Pereira, vão trazer diariamente as impressões do mundo sobre a Copa. Ao todo, o canal vai exibir 34 jogos da competição, sendo 18 deles na primeira fase. Nos jogos da seleção brasileira, o pré- jogo terá uma hora de duração.

Equipe com maioria feminina

Para a cobertura da copa feminina, os canais Globo contarão com equipes formadas majoritariamente por mulheres. As narradoras, Renata Silveira, primeira mulher a narrar um jogo de Copa do Mundo masculina na TV aberta, além de Natália Lara, estarão na linha de frente na narração dos jogos.

As ex-jogadoras Formiga e Aline Calandrini, além das jornalistas Ana Thais Matos, Renata Mendonça e Gaby Moreira trabalharão como comentaristas.

Copa Feminina: Elenco de transmissão será com maioria feminina (Globo/João Miguel Júnior/Reprodução)

Durante a coletiva, Ana Thais, a primeira mulher a comentar um jogo do Brasil na Copa do Mundo masculina, destacou o aumento de mulheres na cobertura de esportes da Globo. “Quando olho para 2019, vejo que temos mais contadoras de histórias. Quatro anos depois temos mais mulheres, acreditamos no processo, construímos a nossa trajetória, é um grande acontecimento. Sempre acreditei que chegaríamos aqui e acho que vamos chegar ainda mais à frente. É o projeto que mudou a minha vida e a história da Globo”, afirmou.

Natalia Lara, uma das primeiras narradoras de futebol feminino, comentou sobre a expectativa de narrar seu primeiro Mundial Feminino: “Comecei na narração por causa do futebol feminino, construí a base da minha carreira nisso e não tem nada que me faça mais feliz do que saber que estou trabalhando ativamente na modalidade. Essa é a minha motivação, saber que eu posso mudar a vida de outras mulheres sendo uma porta-voz", completou

Quando começa a Copa do Mundo Feminina 2023?

A Copa feminina começa no dia 20 de julho, com a partida de abertura será entre Nova Zelândia e Noruega. O Brasil estreia na próxima segunda-feira, 24, contra o Panamá, em Adelaide, na Austrália. A seleção está no grupo F e além do Panamá, enfrenta França e Jamaica.

Datas dos jogos do Brasil na fase de grupos da Copa do Mundo feminina 2023

  • 24 /07/2023 - Brasil x Panamá - Adelaide (Austrália);
  • 29/07/2023 - Brasil x França - Brisbane (Austrália);
  • 02/08/2023 - Brasil x Jamaica - Melbourne (Austrália).
Acompanhe tudo sobre:Futebol femininoGloboTelevisão

Mais de Esporte

Entenda por que Jogos Olímpicos representam oportunidades de negócios para os atletas

Juventude x Internacional: onde assistir e horário do jogo pela Copa do Brasil

Bahia x Cuiabá: onde assistir e horário do jogo pelo Brasileirão

Cruzeiro x RB Bragantino: onde assistir e horário do jogo pelo Brasileirão

Mais na Exame