Champions League: Bayern e Barcelona se destacam com ativações de produtos licenciados no Brasil

Especialistas avaliam inserção das equipes europeias no país; duelo será nesta terça-feira, às 16h
Troféu da Champions League (Lukas Schulze/Getty Images)
Troféu da Champions League (Lukas Schulze/Getty Images)
D
Da Redação

Publicado em 13/09/2022 às 12:10.

Última atualização em 13/09/2022 às 12:26.

Nesta terça-feira, 13, às 16h, Bayern de Munique e Barcelona se enfrentam pela fase de grupos da Champions League. Dentro das quatro linhas, a partida é importante para definir o futuro dos rivais no Grupo C. Fora de campo, as equipes se destacam com ações para fomentar as marcas no Brasil, não só com a venda de camisas oficiais e produtos licenciados, mas com ativações para atrair novos fãs no país.

Do lado alemão, o Bayern realizou ações em comunidades carentes quando veio ao Brasil para participar da Legends Cup, em 2019, torneio que também envolveu São Paulo, Borussia Dortmund e o próprio Barcelona. Em junho, a agremiação veio ao país com o “FC Bayern World Squad”, programa voltado para jovens que desejam se tornar jogadores profissionais.

“No processo de expansão das marcas, os clubes devem priorizar pilares como a transmissão de jogos para regiões de interesse, fácil acesso dos produtos ao clube e, se possível, presença frequente de jogos para o público-alvo. Com essa combinação, deixam de ser ações pontuais, impulsionando o engajamento e estreitando a relação com os torcedores”, explica Armênio Neto, especialista em geração de receitas no esporte.

De acordo com estudo divulgado pela XP, o Barcelona é o clube estrangeiro mais popular entre os fãs brasileiros. Real Madrid e Paris Saint-Germain completam o Top-3. Inclusive, com a chegada de atletas sul-americanos, o PSG criou o “My Paris Brasil”, plano de sócios voltado exclusivamente para o Brasil. O programa engloba conteúdos digitais e possibilidade de acompanhar partidas in loco.

“Isto ocorre há mais de uma década. As redes sociais facilitaram a disseminação de conteúdo. Além disso, as mudanças realizadas pela UEFA transformaram a Champions League em um produto ainda mais globalizado. Os clubes brasileiros deveriam promover ações específicas para conquistar os jovens brasileiros, evitando a concorrência das entidades de fora”, ressalta Jorge Avancini, vice-presidente de marketing do Internacional.

Para Victor Oliveira, gerente de comunicação e projetos do Cartão de TODOS, empresa que patrocina clubes no futebol brasileiro e investe na área de licenciamento, as inserções com ações de contato com o público são importantes, mas o executivo ressalta o poder do investimento no mercado de licenciamento de produtos.

“Os produtos licenciados vêm ganhando cada vez mais espaço no futebol, podendo alcançar resultados tão expressivos quanto a exposição de uma logomarca no uniforme de jogo. Em nosso portfólio de clubes patrocinados, estamos concentrando esforços para criar novos produtos aos torcedores, até porque percebemos que essa é uma tendência no mercado”, completa Victor.

Para Fábio Wolff, sócio da Wolff Sports, esse fenômeno no país não surpreende.

"Algumas equipes europeias vêm há muito tempo expandindo os seus negócios para diversos outros mercados. Não me surpreende, em função da paixão do brasileiro pelo futebol e do potencial econômico, que aqui seja mais um alvo", encerra o especialista.