Esporte
Acompanhe:

CBF anuncia seleção de criadores digitais que irá à Copa do Mundo com Tite

Entidade selecionou 11 influenciadores para criarem conteúdo junto à Seleção Brasileira durante a competição

Parte do time foi escolhida por votação do público (Fotógrafo CBF/Divulgação)

Parte do time foi escolhida por votação do público (Fotógrafo CBF/Divulgação)

G
Gabriel Aguiar

9 de novembro de 2022, 07h00

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) segue com projetos em busca de se aproximar do público jovem antes da Copa do Mundo 2022, que começa no próximo dia 20, no Catar. Nesta semana, a entidade anunciou os últimos selecionados para compor a sua seleção de criadores de conteúdo digital que viajará com a equipe de Tite para o torneio.

Copa do Mundo 2022: veja as datas e horários dos jogos do Brasil na primeira fase

Cinco já estavam definidos: Podpah, Reversão, Tata Estaniecki, Julio Cocielo e Robin Hood Gamer. E os seis finais foram escolhidos pelo público para completar o time em uma etapa decisiva que contava com 15 nomes.

Jéssica Ingrede, do Rio Branco (AC), conseguiu a primeira colocação, com 16.440 votos (16,4%). Enzo Paizão, de Frutal (MG), foi o segundo, com 12.450 votos (12,4%). Lucca Maciel, de São Paulo (SP), também viaja, após receber 11.744 votos (11,7%). Tiago Rocha, de Feira de Santana (BA), é outro selecionado, alcançando 11.566 votos (11,5%). Vitor Augusto, de Salvador (BA), e Leko Bertoldo, de Ijuí (RS), fecham a lista com 11.522 (11,4%) e 11.471 (11,4%) votos, respectivamente.

“É um caminho sem volta. Para conseguirmos cativar o público jovem e envolvê-lo, certamente será necessário fazer um formato mais próximo do que eles estão acostumados no mundo digital. A CBF busca essa conexão por meio das pessoas que eles já acompanham”, diz Guilherme Figueiredo, CEO da NSports.

Os concorrentes tiveram de gravar um vídeo ou mandar um material pronto de suas redes sociais com a hashtag #NossaSeleça, mostrando sua personalidade ou os motivos para ser escolhido para a viagem. Os requisitos eram ter no mínimo 18 anos, abastecer ao menos uma rede com conteúdos, ter o passaporte em dia e torcer para a seleção brasileira.

“O desafio das instituições esportivas é continuar criando ações que se identificam com as novas gerações e se atualizar a todo momento. Ter o público jovem ao seu lado é necessário e traz retorno positivo para todos. Muitos estarão acompanhando uma Copa do Mundo pela primeira vez”, destaca Bruno Maia, CEO da Feel The Match e especialista em inovação e novas tecnologias do esporte e entretenimento.

Os 11 convocados estarão acompanhando o dia a dia da seleção brasileira e, com o apoio da CBF, estarão produzindo conteúdos para os seus seguidores. O Brasil estreia no dia 24, contra a Sérvia, mas os trabalhos terão início já no embarque e depois nos treinamentos.

“É uma estratégia muito inteligente associar a convocação dos jogadores com a dos criadores. O público jovem estará ligado com interesse nos dois anúncios e a oportunidade é ideal para fidelizar o torcedor não só para a Copa, mas também para o futuro. A CBF e os clubes cada vez mais vão trabalhar para trazer esse público para o seu lado”, projeta Pedro Melo, diretor de marketing do Atlético Mineiro.

Recentemente, a CBF entrou no Metaverso, disponibilizando um jogo na plataforma Blockman Go, da Garena, e também criou um museu virtual contando a história da seleção pentacampeã do mundo.

Veja também

Onde fica o Catar? Saiba detalhes do país que é sede da Copa do Mundo de 2022

Copa do Mundo de 2022: sabia o dia e horário da final do Mundial no Catar

Convocação da Seleção para Copa: saiba quando Tite irá divulgar os 26 jogadores

Copa do Mundo 2022: qual o prêmio em dinheiro para a seleção campeã?