Após caso de Vini Jr., técnico do Real Madrid diz que não vê racismo na Espanha

Carlo Ancelotti comentou que jogador brasileiro "respondeu muito bem ao episódio" e que o caso não chegou ao vestiário
Carlo Ancelotti, técnico do Real Madrid, em coletiva de imprensa (Alvaro Medranda/Eurasia Sport Images//Getty Images)
Carlo Ancelotti, técnico do Real Madrid, em coletiva de imprensa (Alvaro Medranda/Eurasia Sport Images//Getty Images)
A
Agência O Globo

Publicado em 17/09/2022 às 12:23.

Última atualização em 17/09/2022 às 13:13.

Carlo Ancelotti, técnico do Real Madrid, falou sobre episódio em que Vinicius Junior sofreu racismo, em comentário em um programa da TV espanhola. O técnico italiano disse que não vê racismo na Espanha e que o atleta está bem para o clássico deste domingo contra o Atlético de Madri.

— É preciso destacar que não vejo esta forma de racismo na Espanha, fico com o comunicado do clube e do Vini. Ele está com vontade de jogar o jogo — afirmou em coletiva de imprensa na manhã deste sábado.

Durante o programa 'El Chiringuito' da última quinta-feira, Pedro Bravo, presidente da Associação Espanhola de Empresários de Jogadores, disse que o atacante deveria "parar de fazer macaquice" e ir ao "sambódromo do Brasil" caso queira "dançar".

A repercussão do caso foi imensa, vários jogadores da seleção brasileira apoiaram Vinicius Junior. Até o técnico do Barcelona, Xavi, se solidarizou com o jovem atacante.

Nas redes sociais, o atacante respondeu, com classe, e afirmou que "não irá parar de dançar".

Carlo Ancelotti revelou que o tema não foi assunto no vestiário do clube e que o jogador respondeu muito bem ao caso.

— É algo que não falamos no vestiário, esses são temas que não falamos normalmente no vestiário, a gente costuma falar de futebol. Uma coisa é racismo e outra coisa é o que acontece no futebol. Não tocamos nessa questão porque o jogador respondeu muito bem. Ele está jogando com alegria. Vini é alegria, felicidade. — concluiu.

Desde o último fim de semana, o brasileiro vem sendo tema de discussão por conta de suas danças. No duelo contra o Mallorca, Javier Aguirre, técnico da equipe adversária, instruiu que seus jogadores batessem em Vini Jr.

Durante a semana, Koke, meia do Atlético de Madrid, também fez questão de esquentar o clássico e disse que não iria deixar barato para o camisa 20 merengue caso ele quisesse dançar ao comemorar um gol com uma dança no Cívitas Metropolitano.

O Real Madrid enfrenta o Atlético de Madri neste domingo, no primeiro 'derby' madrileno da temporada. O jogo pelo Campeonato Espanhol será às 16h (de Brasília), no estádio Wanda Metropolitano