Sony e Honda anunciam associação para desenvolver veículos elétricos

Os dois grupos japoneses preveem fundar uma empresa conjunta este ano para desenvolver e vender "veículos elétricos com bateria de alto valor agregado", além de fornecer serviços de mobilidade
 (Reuters/Toru Hanai)
(Reuters/Toru Hanai)
Por AFPPublicado em 04/03/2022 06:47 | Última atualização em 04/03/2022 06:47Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A gigante da eletrônica Sony e a montadora Honda anunciaram nesta sexta-feira a intenção de estabelecer uma "aliança estratégica" para desenvolver e produzir veículos elétricos e comercializá-los a partir de 2025.

Os dois grupos japoneses preveem fundar uma empresa conjunta este ano para desenvolver e vender "veículos elétricos com bateria de alto valor agregado", além de fornecer serviços de mobilidade, afirma um comunicado.

A nova empresa vai criar, desenvolver e comercializar veículos elétricos, mas a Honda será responsável pela fabricação do primeiro modelo em suas fábricas, segundo o comunicado. A Sony, por sua vez, criará uma plataforma dedicada a serviços de mobilidade.

"Com esta aliança com a Honda, que acumula uma experiência global consistente e conquistas na indústria automotiva por muitos anos", a Sony busca desenvolver sua "visão", que consiste em "fazer do espaço de mobilidade um espaço emocional", afirmou o CEO da empresa, Kenichiro Yoshida.

“Embora Sony e Honda tenham muitos pontos históricos e culturais em comum, nossos domínios tecnológicos são muito diferentes. Por isto, acredito que esta aliança, que combina as forças de nossas duas empresas, oferecerá grandes possibilidades para o futuro da mobilidade", declarou Toshihiro Mibe, CEO da Honda.

A montadora japonesa, uma das pioneiras dos veículos movidos a células de combustível, estabeleceu no ano passado a meta de 100% de vendas de carros elétricos no mundo até 2040. A empresa anunciou grandes investimentos em pesquisa e desenvolvimento nos próximos seis anos.

A Sony apresentou em janeiro um novo protótipo de seu carro elétrico Vision S e anunciou a criação de uma nova empresa para explorar o mercado.