• BVSP 118.811,74 pts +1,0%
  • USD R$ 5,7339 +0,0002
  • EUR R$ 6,8235 -0,0069
  • ABEV3 R$ 15,57 +1,37%
  • BBAS3 R$ 29,49 +1,03%
  • BBDC4 R$ 25,63 +1,71%
  • BRFS3 R$ 24,48 +2,00%
  • BRKM3 R$ 46,83 +7,98%
  • BRML3 R$ 9,82 -1,21%
  • BTOW3 R$ 63,1 +0,73%
  • CSAN3 R$ 89,85 +0,74%
  • ELET3 R$ 34,76 -1,95%
  • EMBR3 R$ 16 +0,25%
  • Petróleo US$ 63,40 +0,33%
  • Ouro US$ 1.735,10 +0,14%
  • Prata US$ 24,92 +0,36%
  • Platina US$ 1.175,20 +0,03%

Rastreamento do gado brasileiro será debatido na semana do clima de NY

Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura divulga estudo para aplacar as críticas internacionais à cadeia produtiva da pecuária no Brasil

A Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura lança nesta quarta-feira, 23, em webinar durante a Semana do Clima de Nova York, um estudo sobre a rastreabilidade da carne brasileira. A iniciativa faz parte do plano Amazônia Possível, idealizado pela coalizão, que tem o objetivo de encontrar maneiras sustentáveis de desenvolver a região amazônica.

Mais de 200 organizações e empresas fazem parte da Coalizão Brasil, entre elas JBS, Klabin, Marfrig, Natura e Unilever, e ONGs como WWF Brasil, TNC, Imazon e Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam). O webinar de lançamento do estudo contará com as presenças de Christopher Wells, diretor de risco socioambiental do Santander, e Márcio Nappo, diretor de sustentabilidade da JBS.

A abertura de pastos para pecuária é apontada como a atividade que mais contribui para o desmatamento da floresta. Cerca de 40% do gado brasileiro está na Amazônia Legal, região que inclui os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e parte do Maranhão.

Há uma semana, a Coalizão também enviou uma carta ao alto escalão do governo federal com seis propostas para reduzir o desmatamento. Entre as ações propostas está a de “retomar e intensificar as ações de fiscalização”e punição dos responsáveis por órgãos como o Ibama, o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio) e Funai, de proteção aos índios.

O grupo pede ainda regras de financiamento vinculadas à sustentabilidade, proibição de registro para quem foi culpado de desmatamento e a demarcação de 10 milhões de hectares como área protegida, destinada ao uso sustentável.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.