Primavera Sound SP visa equidade de gênero, sustentabilidade e R$ 1 mi para ONGs

Primeira edição do festival de música Primavera Sound São Paulo tem parceria com a o Pacto Global da ONU no Brasil
Primavera Sound São Paulo firma parceria inédita com (Primavera Sound/Divulgação)
Primavera Sound São Paulo firma parceria inédita com (Primavera Sound/Divulgação)
M
Marina FilippePublicado em 27/09/2022 às 11:02.

O festival de música Primavera Sound, criado há 20 anos em Barcelona, chega em São Paulo em novembro e realiza uma uma parceria inédita com o Pacto Global da ONU no Brasil, maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo. Na ação, parte do valor arrecadado com as vendas da Entrada Solidária serão destinadas para a Fundação Bachiana, Casa do Zezinho e Elas Lideram 2030, movimento da Plataforma de Ação Pelos Direitos Humanos do Pacto Global.

O valor total de arrecadação será dividido entre os beneficiários e a previsão é de que o Festival arrecade a quantia R$ 1 milhão para esse fim. "A parceria surge de maneira orgânica já que os dois lados comungam dos mesmos princípios de Direitos Humanos. Globalmente, o Primavera Sound sempre ressaltou os pilares de igualdade de gênero - incluindo um line up equilibrado nesse sentido, sustentabilidade, diversidade, além, claro, da música", diz Alexandre Faria, vice-presidente da Live Nation Brasil, empresa realizadora do Primavera Sound em São Paulo.

Neste ano, por exemplo, a serão 54 mulheres e 46 homens em toda a programação, considerando os shows que acontecem nos dias 5 e 6 de novembro, no Distrito Anhembi, e os eventos ao longo da semana distribuídos pela cidade de São Paulo.

O Primavera Sound é o primeiro festival de música em parceria com  Pacto Global da ONU no Brasil. Segundo a organização, a novidade também funciona como uma forma de reafirmar a busca pela realização de eventos mais sustentáveis. Além disso, ajuda a acelerar a Agenda 2030, contribuindo para a redução de desigualdades, como por exemplo por meio do apoio ao Movimento Elas Lideram 2030, ligado ao ODS 5 (Igualdade de Gênero).

"Dar visibilidade a questões ligadas aos ODS em um festival com essa magnitude ajuda a engajar as pessoas e chama a atenção do setor de entretenimento para a Agenda 2030", diz Otávio Toledo, diretor de relações institucionais do Pacto Global da ONU no Brasil.

Entrada Solidária

A política de ingresso Entrada Solidária do Primavera Sound São Paulo já existia desde a abertura de vendas do festival, sendo mais uma opção de ingresso entre Inteira e ½ entrada. Já disponível para o público em geral, os valores possuem 45% de desconto em relação ao preço inteiro, com o acréscimo de R$ 40,00, que serão destinados à Fundação Bachiana, Casa do Zezinho e Movimento Elas Lideram 2030.

Sustentabilidade

Segundo a organização, as iniciativas de sustentabilidade estão sendo estabelecidas com base em outras edições ao redor do mundo, entre elas:

  • ter um festival 100% plástico zero, além de haver foco na redução de lixo;
  • distribuição de copo reutilizável na entrada do evento. E, casoo público nao queira reutilizar o copo, a alternativa é o copo PLA, feito 100% de amido de milho;
  • Bebedouros de água espalhados pelo site;
  • Parcerias para ter um palco com energia limpa, sem uso de geradores e diesel;
  • Gestão de resíduos, triagem de lixo e impacto mínimo em aterros;
  • Material cenográfico com foco em elementos reutilizáveis e compostáveis;
  • Transporte de artistas em carros elétricos;
  • Acessibilidade para pessoas com deficiência