• BVSP 120.294,68 pts +0,8%
  • USD R$ 5,6544 +0,0000
  • EUR R$ 6,7765 +0,0006
  • ABEV3 R$ 15,83 +1,28%
  • BBAS3 R$ 29,58 +0,10%
  • BBDC4 R$ 25,86 +1,41%
  • BRFS3 R$ 24,28 -1,22%
  • BRKM3 R$ 46,89 -0,04%
  • BRML3 R$ 9,71 -1,52%
  • BTOW3 R$ 67,13 -2,68%
  • CSAN3 R$ 90,18 +0,34%
  • ELET3 R$ 34,35 -1,18%
  • EMBR3 R$ 16,18 +2,66%
  • Petróleo US$ 66,19 -0,05%
  • Ouro US$ 1.738,90 +0,15%
  • Prata US$ 25,51 -0,05%
  • Platina US$ 1.177,00 +0,14%

Petroleira Repsol investe mais em renovável do que em projetos de petróleo

A empresa espanhola gastou 199 milhões de euros neste ano na exploração de petróleo em comparação com cerca de 300 milhões de euros em energia limpa

Nos últimos meses, a Repsol tem investido mais no desenvolvimento de projetos de energia renovável do que na exploração de petróleo e gás, no mais novo exemplo de como gigantes da energia da Europa aceleram seu distanciamento dos combustíveis fósseis.

A empresa espanhola gastou 199 milhões de euros (US$ 232 milhões) neste ano na exploração de petróleo em países como Estados Unidos, Rússia e Indonésia, em comparação com cerca de 300 milhões de euros no desenvolvimento de novos projetos de energia limpa.

O crescimento da divisão de renováveis também pode viabilizar trazer um parceiro externo ou a realização de uma oferta pública inicial da unidade no futuro, disse o diretor-presidente da petroleira, Josu Jon Imaz, a analistas na quinta-feira.

A Repsol surpreendeu o setor em dezembro, quando reduziu o valor de seus ativos em 4,8 bilhões de euros para se ajustar aos preços mais baixos do petróleo no futuro e disse que teria como meta zerar emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050, a primeira grande petroleira a adotar a medida. Desde então, rivais de maior porte, como Total, Royal Dutch Shell e BP, anunciaram seus próprios planos com foco em energia limpa.

Cerca de 30% dos investimentos da Repsol terão sido alocados em projetos de baixas emissões em 2020, e cerca de 25% nos próximos anos, disse Imaz ao parlamento espanhol em setembro. A empresa deve apresentar um novo plano estratégico no final de novembro.

Esta é a segunda transformação corporativa da Repsol em pouco mais de 20 anos. A refinaria espanhola e operadora de postos de gasolina só se tornou produtora de petróleo após adquirir a YPF em 1998.

Durante anos, a divisão de produção e exploração foi ocupada por executivos argentinos que haviam trabalhado para a YPF. Até mesmo a divisão de energia é comandada por uma ex-funcionária da YPF.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.