ESG

Apoio:

logo_suvinil_500x252
Logo TIM__313x500
logo_unipar_500x313
logo_espro_500x313
logo_engie_500X252

Parceiro institucional:

logo_pacto-global_100x50
Apresentado por TOTVS

Pesquisa mostra que empresas de bens de consumo fazem análises ESG, mas não rastreiam todo o risco

Levantamento feito pela TOTVS, em parceria com a Exame, indica alta aderência aos indicadores socioambientais; o impacto, porém, é limitado

Rastreamento de riscos: presença de indicadores ESG é alta nas empresas, porém, nem todos os riscos são analisados (andreswd/Getty Images)

Rastreamento de riscos: presença de indicadores ESG é alta nas empresas, porém, nem todos os riscos são analisados (andreswd/Getty Images)

Rodrigo Caetano
Rodrigo Caetano

Editor ESG

Publicado em 17 de junho de 2024 às 14h29.

Uma pesquisa realizada pela TOTVS, maior empresa de tecnologia do Brasil, em parceria com Attest ESG, empresa de avaliações e consultoria em finanças sustentáveis, que pertence à EXAME, mostra que a maior parte das empresas de bens de consumo entrevistadas identifica e avalia os impactos sociais e ambientais em seus negócios, porém, menos de 20% rastreiam todo o potencial de risco.

O levantamento visa avaliar a presença dos critérios ESG na análise da cadeia de valor das empresas do setor de bens de consumo, assim como o envolvimento da média liderança na implementação de práticas relacionadas aos critérios ESG. Também busca compreender como as empresas entrevistadas utilizam a tecnologia para impulsionar a agenda ESG e a colaboração entre as cadeias de valor para promover a sustentabilidade nas organizações.

As conclusões do trabalho incluem o fato de que 53% das empresas entrevistadas identificam e avaliam os impactos dos incidentes relacionados aos Direitos Humanos em seus negócios e cadeia de fornecimento. Da mesma forma, mais da metade identifica os riscos sociais e ambientais mais relevantes em sua cadeia de fornecedores ou setores com maior risco.

Em se tratando de mapear os riscos, no entanto, apenas 18% rastreiam 100% dos materiais potencialmente arriscados. Apenas 15% envolvem os fornecedores na identificação e análise dos riscos sociais e ambientais, enquanto 24% possuem e aplicam uma política de riscos na cadeia de fornecedores. Além disso, 26% possuem indicadores para monitorar o desempenho dos fornecedores em relação à conformidade ambiental e social.

A mesma tendência se dá quando se analisa a presença de uma taxonomia para avaliar os riscos ESG. Quase metade das empresas (48%) possui indicadores para analisar os riscos sociais e ambientais, e 40% analisam os possíveis impactos financeiros, de reputação e conformidade dos riscos identificados. No entanto, apenas 20% utilizam indicadores na avaliação de desempenho dos executivos envolvidos na gestão de fornecedores, e 15% realizam estudos com fundamentação científica para identificar e analisar os riscos.

Além do baixo impacto da adoção de análises ESG nas empresas pesquisadas, a pesquisa apontou que há um percentual baixo de empresas integrando os aspectos de inovação e sustentabilidade de forma holística com os stakeholders. Embora metade das empresas entrevistadas estabeleçam parcerias estratégicas com seus fornecedores para alcançar objetivos de inovação e sustentabilidade, apenas 9% oferecem incentivos, sejam financeiros ou não, para melhorar suas práticas nesses quesitos.

A TOTVS contratou a Exame para auxiliar em sua pesquisa sobre ESG na cadeia de valores para o setor de bens de consumo. O objetivo é fomentar o engajamento, interesse e conhecimento das empresas do mercado de bens de consumo em relação ao tema ESG e sua cadeia de valor, apresentando a TOTVS como parceira para o desenvolvimento de práticas de sustentabilidade para o negócio.

Para realização da pesquisa, foram entrevistadas 34 empresas do setor de bens de consumo. O trabalho está fundamentado em uma amostra de conveniência, não probabilística. O estudo tem um caráter exploratório do assunto apontando primeiros achados que podem ser futuramente desdobrados em hipóteses de estudos subsequentes, mas os resultados não podem ser extrapolados para todo o Brasil.

A TOTVS possui uma unidade de negócios com um time de consultores especialistas em mapear riscos ESG, utilizando um amplo portfólio de soluções digitais para rastreabilidade e gestão dos aspectos ambientais, sociais e de governança corporativa. A consultoria atende empresas de diversos segmentos e é ideal para aquelas que buscam atuação mais sustentável em seus negócios. Com um modelo de Jornada Digital da Sustentabilidade, o serviço atua no engajamento do time, análise e mapeamento do cenário, proposta de uma agenda contínua de ESG com roadmap de soluções digitais e suporte na fase de implementação. Tudo 100% personalizado e de acordo com a maturidade do negócio.

Acompanhe tudo sobre:Totvs

Mais de ESG

Indústria eólica dos EUA busca aprendizes sem medo para atender crescimento do setor

Como R$ 60 bilhões em investimentos em transmissão ajudam na transição energética do Brasil

Vivo amplia investimento em equidade racial com apoio a festival

Queimadas: alta de 54% antecipa período crítico, alerta pesquisa

Mais na Exame