Natura lança Biōme, marca de produtos em barra e zero plástico

Após seis anos de pesquisas e desenvolvimento, Natura lança linha com shampoo de uso diário, shampoo de hidratação, condicionador, sabonete cremoso e sabonete esfoliante em barra; novidade foca em sustentabilidade
 (Natura/Divulgação)
(Natura/Divulgação)
Por Marina FilippePublicado em 20/12/2021 10:36 | Última atualização em 23/12/2021 15:44Tempo de Leitura: 5 min de leitura

Após seis anos de pesquisas e desenvolvimento de tecnologia, a fabricante de cosméticos Natura lança no mercado a Natura Biōme, uma marca de produtos de beleza e cuidados pessoais em barra, e zero plástico.

Quer saber como se tornar um profissional especializado em ESG? Participe da Jornada Executivo de Impacto, inscreva-se gratuitamente aqui.

A primeira linha de produtos sólidos da Natura com fórmulas naturais e veganas busca mostrar como esse tipo de produto também pode ser bastante sensorial e com performance. Para o desenvolvimento, a marca utilizou ingredientes derivados de soluções baseadas na natureza, produzido em sistema agroflorestal pioneiro, e o uso de bioresina, feita a partir de captura de gás metano e aplicada no desenvolvimento de acessório para armazenamento das barras.

“Esse produto olhou para diversos desafios, um deles é a lógica de sistemas agroflorestais de modo que não haja uso de agrotóxico e as famílias do cultivo tenham renda sempre, independente do tempo de amadurecimento da cultura. Além disso, pensamos no menor uso de água, na sustentabilidade na cadeia e transporte”, diz Andrea Álvares, vice-presidente de marca, inovação, internacionalização e sustentabilidade da Natura.

Um dos principais ingredientes de Natura Biōme é o óleo de dendê, produzido no primeiro sistema agroflorestal de dendê do mundo, o SAF Dendê. Liderado pela Natura há mais de 12 anos em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Cooperativa Agrícola Mista de Tomé-Açu (Camta), o projeto contrapõe a lógica da monocultura e cultiva dendê no Pará de maneira sustentável, aproximando a cultura da oleaginosa do seu ambiente original na floresta por meio da associação de diversas plantas no sistema de produção, como mandioca, banana, pimenta, ingá, cacau, açaí, bacaba e madeiras.

Os tratos culturais nas áreas do SAF Dendê se baseiam no manejo agroecológico sem o uso de agrotóxicos, com adubação orgânica, adubação verde, cobertura viva e uso de biocaldas.

“O SAF Dendê revolucionou a maneira de produzir essa oleaginosa, pois é um sistema inteligente ao mimetizar a floresta e as relações benéficas de seus componentes, gerando diversos serviços ambientais, como a conservação do solo, da água e da biodiversidade da natureza”, explica Álvares.

As embalagens produtos de Natura Biōme são feitas com de papel reciclado e reciclável pós-consumo. Internamente, os produtos são protegidos por filme celulósico biodegradável, obtido a partir de fontes renováveis e compostáveis.

A executiva conta ainda que pesquisas foram feitas para entender o perfil do consumidor disposto a usar produtos em barra, como shampoos. “Vimos que há uma inclinação dos consumidores para serem mais sustentáveis, especialmente nas gerações mais novas, preocupadas com o clima e o impacto da indústria. De todo modo, as pessoas querem um produto que tenha espumação, hidratação, fragrância e outros atributos de Natura”.

Vendas

Na fase de lançamento, serão comercializados cinco produtos em barra: shampoo de uso diário, shampoo de hidratação, condicionador, sabonete cremoso e sabonete esfoliante. Futuramente, o portfólio deve ser expandido para mais de 20 produtos, também em formato sólido, em diversas categorias.

O portfólio da marca também inclui um suporte exclusivo para uso das barras produzido a partir de uma tecnologia inédita que captura gás metano e o transforma em bioresina, tornando um gás potencialmente nocivo ao meio ambiente em material compostável e biodegradável.

O acessório é fruto de uma parceria da Natura com a startup californiana Mango Materials, pioneira no desenvolvimento de novos materiais de impacto positivo para o planeta. Outro destaque é a fragrância, criada especialmente para a linha: uma nota amadeirada marcante a partir do coração de Copaíba, óleo essencial da biodiversidade brasileira, que se entrelaça com a pureza verde do Vetiver.

Atualmente, Natura Biōme está à venda na loja-conceito da marca na Oscar Freire, em São Paulo, rua que marcou o primeiro endereço da Natura, em produtos unitários e, futuramente, a granel, um novo formato que permite a customização da compra. A marca, em breve, também estará disponível no e-commerce próprio.

“Queremos dar escala na linha, mas dependemos também da capacidade tecnológica e da natureza para fazermos isto de modo consciente. Levar a novidade para a Oscar Freire e voltar às origens, onde começamos, e aprender ao ouvir diretamente o consumidor na loja”, diz Álvares.

A executiva destaca que o desenvolvimento sustentável não deve ser uma alternativa, mas uma solução adotada de maneira cada vez mais ampla e constante em toda a cadeia produtiva das empresas.

“Natura Biōme é mais uma prova de que as pessoas não têm que abrir mão de qualidade e alto desempenho nos produtos para gerar impacto positivo no planeta. É possível fazer as duas coisas, ao mesmo tempo”, finaliza.

Os produtos

O Shampoo em Barra de Biōme (90g) tem um rendimento de quase 2 vezes mais do que um shampoo líquido de 200ml. O shampoo em barra Biōme rende 24 lavagens versus 13 lavagens com shampoo líquido de 200ml.

O Condicionador de Biōme (90g) tem um rendimento de mais de 7 vezes versus um condicionador líquido. O Condicionador em barra Biōme rende 111 lavagens enquanto um condicionador líquido de 200ml rende 15 lavagens.

Shampoo Uso Diário: R$51,90

Shampoo Hidratação: R$56,90

Condicionador: R$61,90

Sabonete Cremoso: R$19,90

Sabonete Esfoliante:  R$21,90

Empresas e instituições financeiras bilionárias estão em busca de profissionais de ESG. Saiba como entrar neste mercado na série Jornada Executivo de Impacto, inscreva-se aqui.

Veja Também

Natura &Co troca estratégia, não só CEO
Exame IN
Há uma semana • 4 min de leitura

Natura &Co troca estratégia, não só CEO