Electrolux: redução dos gases de efeito estufa está além do esperado

“Nosso foco nos colocaram quatro anos à frente da meta de redução de nossas emissões de gases de efeito estufa nas operações", diz João Zeni, diretor de sustentabilidade para Electrolux América Latina
 (Electrolux/Divulgação)
(Electrolux/Divulgação)
M
Marina FilippePublicado em 10/05/2022 às 11:28.

A marca de eletrodomésticos Electrolux publica seu Relatório Global de Sustentabilidade 2021 com balanço sobre o progresso nas metas da área. O dado de destaque no documento fica por conta da redução das emissões absolutas de gases de efeito estufa de escopo 1 e 2 (diretas e indiretas nas operações) em 78% em relação a 2015.

Receba gratuitamente a newsletter da EXAME sobre ESG. Inscreva-se aqui

Isso significa que a Electrolux está quatro anos à frente do plano de 2025 para a meta de redução de 80%. Já as emissões de escopo 3 (quando os produtos estão em uso) diminuíram cerca de 20% em relação a 2015, indicando o possível cumprimento da meta de redução de emissões de escopo 3 em 25% até 2025.

“Temos metas ambiciosas de nos tornarmos neutros em relação ao clima em toda a nossa cadeia de valor até 2050”, diz João Zeni, diretor de sustentabilidade para Electrolux América Latina.

A Electrolux tem ações de sustentabilidade em toda a operação global. Na América Latina, por exemplo, a empresa finalizou o ciclo de certificações Zero Aterro em todas as suas plantas, o que significa que mais de 99% dos resíduos gerados na operação são reciclados ou vão para coprocessamento e geração de energia.

GARANTA A SUA VAGA E APRENDA SOBRE ESG COM QUEM JÁ VIVE ESSA REALIDADE. CLIQUE AQUI

Na região, 2021 foi encerrado com 100% das unidades com eletricidade 100% renovável, que representa atividades da manufatura, escritórios, outlets e depósitos.

Na composição energética total da operação, que inclui além de eletricidade combustíveis fósseis, como o gás natural, a empresa atingiu a marca de 76,6% de uso de energia renovável, número que deve subir em 2022 com a implementação de projetos de eliminação dos combustíveis fósseis.

A empresa também tem iniciativas para a circularidade. No Brasil, por exemplo, acaba de ser lançado o Serviço de Coleta e Descarte Consciente, uma iniciativa de logística reversa que permite ao consumidor entregar seu eletrodoméstico antigo – independente de qual marca seja – no momento do recebimento do seu novo produto comprado na loja virtual da Electrolux.

ESG Summit 2022: Participe de evento gratuito com especialistas e entenda melhor sobre a principal tendência de negócio da próxima década

Depois disso, o produto usado segue para uma recicladora, onde é desmontado e tem os componentes destinados ao descarte adequado para que se transformem novamente em matéria-prima, como aço, ferro, plástico e cobre, podendo ser reutilizadas em outras indústrias.

“A Electrolux está comprometida em promover uma experiência sustentável por toda a jornada do consumidor, desde iniciativas em suas operações, até a oferta de produtos mais eficientes e campanhas de conscientização direcionadas ao consumidor. Além de atuarmos como membro fundador da ABREE (Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos), o novo Serviço de Coleta e Descarte Consciente chega para fechar o ciclo da sustentabilidade, no fim de vida útil dos eletrodomésticos”, afirma João Zeni.

Veja também