Grupo Heineken investe 320 milhões em ESG em São Paulo

O Grupo Heineken e o Governo do estado de SP esperam a ampliação de energias renováveis, ganho de eficiência hídrica e mais iniciativas de circularidade do vidro, um desafio para o setor, visto que 30% do insumo usado pela Heineken é importado
 (Karin Salomão/Exame)
(Karin Salomão/Exame)
Por Marina FilippePublicado em 21/02/2022 14:52 | Última atualização em 22/02/2022 11:08Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O Grupo Heineken, em parceria com o Governo de São Paulo, anunciou nesta segunda-feira, 21, o investimento de R$ 320 milhões no estado para reforçar a agenda ESG (sigla para ambiental, social e govenança) que inclui a modernização das cervejarias localizadas nas cidades de Itu, Jacareí, Araraquara e Campos do Jordão.

O recurso será direcionado à ampliação do uso de energias renováveis, ao exemplo das caldeiras de biomassa, ao ganho de eficiência hídrica e ao crescimento de iniciativas voltadas para a circularidade de embalagens de vidro, um desafio para o setor, visto que hoje 30% do vidro usado pelo Grupo Heineken é importado.

"Vamos investir em mais catadores e pontos de entrega voluntária por parte dos consumidores, hoje são 400 pontos disponíveis e vamos ampliá-los pelo estado", diz Mauro Homem, vice-presidente de sustentabilidade e assuntos corporativos da Heineken.

Além disso, com geração distribuída, a Heineken irá ofertar energia verde para os restaurantes e bares. A intenção da companhia é levar energia renovável para 50% dos bares e restaurantes de 19 capitais brasileiras até 2030; além de ter a neutralização das emissões de carbono em toda a sua cadeia de valor até 2040.

A cervejaria também investirá na modernização de suas unidades produtivas no estado de São Paulo, o que inclui o aumento da capacidade produtiva na sede de Araraquara, por exemplo. "400 empregos serão gerados durantes as obras nas unidades", disse Maurício Giamellaro, presidente do Grupo Heineken.

Segundo ele, o estado de São Paulo tem uma posição estratégica para o Grupo Heineken, inclusive, para o abastecimento da região Sudeste, maior mercado da companhia no Brasil. "Queremos continuar crescendo com os paulistas, mas com o máximo de respeito e cuidado com as pessoas e com o ambiente. Por isso, uma agenda ESG cada vez mais forte é chave para que todos possam se desenvolver e prosperar”.

Governo de São Paulo

O anúncio do Grupo Heineken foi realizado em coletiva de imprensa com o governador João Dória. "O  que eu destaco nesse momento, além dos investimentos, é o exemplo de sustentabilidade. Essa é mais uma ação de investimento captado pelo Governo de SP e sensibilizado pelos investimentos privados", completou.

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen, o secretário da Fazenda, Henrique Meirelles, o presidente da InvestSP, Gustavo Junqueira, e o presidente da Heineken, Mauricio Giamellaro, participaram do anúncio, realizado no Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo. Além deles, também participaram os prefeitos Edinho Silva (Araraquara), Izaias Santana (Jacareí), Guilherme Gazzola (Itu).

Desde o início da atual gestão, o Governo de SP, por meio da InvestSP, oferece apoio técnico para as ações da empresa, que já investiu mais de R$ 1,7 bilhão no estado apenas nos últimos três anos.

Desde 2019, a InvestSP, presta suporte à Heineken na implementação dos projetos de melhoria de suas fábricas e ampliação da produção no Estado. Na ocasião, o governo reforçou também que metas anunciadas na COP26, na Escócia, e outras iniciativas de sustentabilidade são previstas.

“Esse anúncio de hoje soma-se aos mais de R$ 54 bilhões anunciados por empresas apoiadas pela InvestSP nos últimos três anos. O respeito ao meio ambiente é condição determinante para atrair novos investimentos no contexto atual. Por isso, trabalhamos em conjunto com as empresas, garantindo que elas aumentem sua produtividade com práticas sustentáveis, gerando resultados positivos para todos em seu entorno”, afirmou o presidente da InvestSP, Gustavo Diniz Junqueira.