Crucial para desenvolvimento, primeira infância vira parte da agenda ESG

Medidas para assegurar conforto de crianças até 6 anos de idade estão num guia da ONG United Way Brasil com 600 ideias para empresas abraçarem o tema
 (Getty Images/Getty Images)
(Getty Images/Getty Images)
Por Leo BrancoPublicado em 26/06/2021 10:15 | Última atualização em 29/06/2021 16:35Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Os cuidados com a primeira infância, uma fase que vai dos 0 aos 6 anos e é crucial para o desenvolvimento de habilidades cognitivas e emocionais de uma pessoa (e, por isso, alvo da atenção crescente de governos mundo afora), ao que tudo indica, entrou na agenda ESG das empresas.

Um indicativo disso é o lançamento de um Guia de Primeira Infância para Empresas, iniciativa inédita no país e conduzida pela United Way Brasil, organização afiliada a uma das maiores ONGs do mundo, com sede em Alexandria, no estado americano da Virgínia, e formada por uma rede de mais de 1.800 organizações sociais espalhadas pelo mundo. 

O Guia é uma plataforma online interativa com mais de 600 sugestões de medidas a serem colocadas em prática pelas empresas para a garantia de um desenvolvimento adequado à primeira infância. 

Na lista estão práticas comuns nas empresas com benefícios generosos aos funcionários, como a extensão de licença-maternidade por seis meses (e a permissão de folga também aos pais, não somente às mães), creches custeadas pelas empresas e horários flexíveis de trabalho dessa maneira, pais têm mais autonomia para acudir os filhos pequenos em caso de emergência.

A plataforma foi criada com base nos resultados de uma pesquisa realizada pela United Way Brasil e Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, ONG de São Paulo dedicada à causa da primeira infância, sob os cuidados da consultoria em impacto social Oré, que mapeou com empresas 630 diferentes ações e políticas voltadas para a primeira infância.

“Nosso compromisso com as gerações futuras tem um ponto inicial, que é na primeira infância. Encontramos na realização deste Guia uma forma de apoiar empresas e ver crescer as iniciativas que apoiem famílias com crianças na idade de 0 a 6 anos no seu ambiente de trabalho”, diz Paula Crenn, gerente de projetos e voluntariado da United Way Brasil. 

Com o apoio da Fundação Bernard van Leer e da Fundação FEMSA (uma das principais engarrafadoras de bebidas da Coca-Cola no mundo), as ações foram sistematizadas e divididas por categorias como aleitamento, auxílio financeiro, licenças, educação e escolarização, orientação e outros.

Na plataforma ainda é possível filtrar as ações por porte da empresa, público alvo e ainda destaca quais iniciativas não exigem investimento financeiro para a empresa. Veja a plataforma aqui.

Fique por dentro das principais tendências das empresas ESG. Assine a EXAME.