ESG

Apoio:

logo_suvinil_500x252
Logo TIM__313x500
logo_unipar_500x313
logo_espro_500x313
logo_engie_500X252

Parceiro institucional:

logo_pacto-global_100x50

Concessionárias de rodovias do Brasil plantaram quase 5 mil hectares de área verde em 12 anos

Associação destaca esforços das empresas em recuperação de fauna e flora, resgate de animais silvestres e recolhimento de toneladas de lixo nas vias concedidas

Somente em 2022, foram 249 hectares revegetados (ValterCunha/Getty Images)

Somente em 2022, foram 249 hectares revegetados (ValterCunha/Getty Images)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 9 de junho de 2023 às 14h01.

As empresas que fazem parte da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) revegetaram quase 5 mil hectares de área verde, o equivalente a 50 milhões de metros quadrados ou 30 vezes a área do Parque do Ibirapuera (SP), nos últimos 12 anos.

Somente em 2022, foram 249 hectares revegetados. Os dados fazem parte do Painel ABCR+, que reúne informações referentes ao trabalho realizado nas concessões de rodovias do País, como atendimentos prestados pelas associadas, geração de empregos, números sobre infraestrutura e segurança viária, entre outros.

Recuperação de fauna e flora

Também em 2022, as concessionárias federais foram responsáveis pelo resgate de 818 animais de fauna silvestre. Além disso, são 25 mil toneladas de lixo recolhidas nas vias concedidas em todo o País no ano de 2022, o que equivale a quase 6 caminhões de lixo por dia.

"São números importantes, que demonstram o efetivo compromisso das concessionárias de rodovias com a sustentabilidade. Há, ainda, a utilização de asfalto-borracha, energia solar e materiais reaproveitados de obras. São diversas iniciativas que reforçam o trabalho das empresas para a preservação ambiental", afirma o diretor-presidente da ABCR, Marco Aurélio Barcelos.

Acompanhe tudo sobre:IbirapueraMata AtlânticaDesmatamento

Mais de ESG

Muita água e gente com sede: o paradoxo vivido pelo Amazonas com as mudanças climáticas

Existe uma alternativa de baixo impacto ambiental para desenvolvimento da geração hidrelétrica?

Urgência climática não sensibiliza países ricos e ajuda para fundo de perdas e danos empaca

Estratégia da Schneider Electric para descarbonizar energia prioriza América do Sul, diz CEO

Mais na Exame