ESG

Apoio:

logo_suvinil_500x252
Logo TIM__313x500
logo_unipar_500x313
logo_espro_500x313
logo_engie_500X252

Parceiro institucional:

logo_pacto-global_100x50

Ambev está perto de zerar sua poluição por plástico, 5 anos antes da meta

Meses depois de assumir compromisso público, empresa afirma já ter atingido 30% da meta

Oficina de reciclagem conveniada à Ambev: gigante de bebidas está perto de atingir meta de 100% de plásticos reaproveitados (Ambev/Divulgação)

Oficina de reciclagem conveniada à Ambev: gigante de bebidas está perto de atingir meta de 100% de plásticos reaproveitados (Ambev/Divulgação)

Menos de um ano após assumir o compromisso público de zerar a poluição plástica causada por suas embalagens até 2025, a Ambev anuncia que acaba de atingir 30% da meta, apenas no primeiro semestre. Em 2019, essa porcentagem havia sido de 23,6%.

As melhores oportunidades podem estar nas empresas que fazem a diferença no mundo. Veja como com a EXAME Research

De acordo com a fabricante de bebidas, para chegar a esse resultado, houve uma melhoria de 45% na inserção de materiais reciclados em garrafas PET, 15% de redução no uso do plástico filme nas cargas e embalagens usadas nos processos de logística e 6,5% de redução no peso das tampas plásticas.

Para atingir o objetivo final, a empresa destaca três principais frentes de atuação. A primeira delas é a eliminação e substituição do plástico usado nas embalagens por outros componentes. Um exemplo disso é a AMA - água mineral enlatada lançada no último ano - e a substituição gradual dos canudos de plástico por canudos de papel.

Em segundo lugar está o incentivo ao uso de embalagens retornáveis e recicladas: em 2020, a Ambev aumentou o uso total de PET reciclado de 37% para 43%. A terceira frente, segundo a empresa, é o investimento em inovação e parcerias estratégicas com cooperativas de reciclagem, ONGs e universidades.

"Sabemos que é um objetivo ousado, mas o problema da poluição plástica exige que a gente seja ambicioso no compromisso e nas ações. E os resultados até agora são promissores e mostram que estamos no caminho certo, mas não acreditamos que tenha uma solução única ou uma ‘bala de prata’”, diz Rodrigo Figueiredo, vice-presidente de Sustentabilidade e Suprimentos da Ambev.

A parceria com startups também faz parte do histórico da fabricante.  Em 2018, a Ambev criou a Aceleradora 100+ Sustentabilidade, programa voltado a startups socioambientais e que já acelerou vinte e uma empresas. Nos últimos dois anos, mais de 1 milhão de reais foram investidos no projeto.

Além das mudanças nas embalagens de produtos, a companhia também pretende impactar os pontos de venda. Até o momento, cerca de 3 mil mesas da Skol, marca de cerveja pertecente à Ambev, foram produzidas com material 100% reciclado e 14 mil cadeiras foram feitas de 70% material reciclado. Consumidores podem acompanhar as ações e avanço das metas no link.

“A preocupação com a sustentabilidade dos nossos produtos e operações não é de hoje. A gente vem se desafiando cada vez mais para promover ações que causem impacto positivo para todo o ecossistema, nós queremos resolver o principal problema quando se fala do plástico: a poluição que ele causa no meio ambiente", diz Figueiredo.

Acompanhe tudo sobre:AmbevEXAME-no-InstagramMeio ambientePlásticos

Mais de ESG

Vivo amplia investimento em equidade racial com apoio a festival

Queimadas: alta de 54% antecipa período crítico, alerta pesquisa

Amazônia Legal: estudo mostra de onde parte a pressão pelo desmatamento

Oito em cada dez quilombolas vivem com saneamento básico precário ou sem acesso

Mais na Exame