Pesquisa eleitoral para presidente setembro: Lula tem 49% dos votos válidos, e Bolsonaro, 38%

Pesquisa EXAME/IDEIA ouviu 1.500 pessoas entre os dias 23 e 28 de setembro e o nível de confiança é de 95%
 (Arte/Exame)
(Arte/Exame)
D
Da RedaçãoPublicado em 29/09/2022 às 14:10.

Confira os principais dados da pesquisa eleitoral EXAME/IDEIA para presidente divulgada nesta quinta-feira, 29. Foram ouvidas 1.500 pessoas entre os dias 23 e 28 de setembro. As entrevistas foram feitas por telefone, com ligações tanto para fixos residenciais quanto para celulares. O nível de confiança de 95%. A sondagem foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-09782/2022. A EXAME/IDEIA é um projeto que une EXAME e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. Veja o relatório completo.

Votos válidos

Se a eleição fosse hoje, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria 49% dos votos válidos, e o presidente Jair Bolsonaro (PL), 38%. A projeção de voto válido não leva em conta brancos e nulos. Se um candidato atinge a marca de 50% mais um dos votos válidos, sai vitorioso em primeiro turno. Com a margem de erro da pesquisa, que é de três pontos percentuais para mais ou para menos, Lula tem entre 46% e 52%. Já Bolsonaro oscila entre 35% e 41%. Atrás dos dois aparece Ciro Gomes (PDT), com 7% - tem entre 4% e 10% -, e Simone Tebet (MDB), com 5% - oscila entre 2% e 8%. Os outros candidatos juntos somam 1%.

Primeiro turno estimulado, com brancos e nulos

Na simulação de primeiro turno, considerando os brancos e nulos, Lula aparece com 47% das intenções de voto, três a mais que na pesquisa feita há um mês. Bolsonaro cresceu um ponto, e tem 37%. Ciro caiu três pontos, e aparece com 6%. Tebet oscilou um ponto para cima, ficando com 5%. Os brancos e nulos são 4% dos que responderam a pesquisa, e em agosto eram 5%. Levando em conta a série histórica, é o maior número de intenções de voto de primeiro turno que o petista tem desde que sondagem começou a ser feita. A distância entre Lula e Bolsonaro, que era de 8 pontos na pesquisa feita há um mês, agora é de 10 pontos percentuais.]

Crescimento de Lula no Sudeste

Os números por região mostram que Lula ganhou terreno entre os eleitores do Sudeste. Para Maurício Moura, proporcionalmente é onde há um maior número de indecisos, grupo que o petista tem se saído melhor ao tentar dialogar. Na sondagem feita em agosto, Lula tinha 34% das intenções de voto, e agora aparece com 46% entre os eleitores do Sudeste, um crescimento de 12 pontos. Bolsonaro perdeu intenções de voto, saindo de 46% para 43%. O cenário atual é considerado empate técnico por estar dentro da margem de erro, de seis pontos percentuais, nos estratos de grupos da pesquisa quando analisados por região.

Avaliação de governo

Com impacto direto nas intenções de voto do presidente Bolsonaro, a avaliação de governo é um termômetro do sentimento dos eleitores. Entre os entrevistados, 46% avaliam o governo como ruim ou péssimo, 35% consideram ótimo ou bom, e 18%, regular. Na série histórica, a desaprovação não é a pior do mandato do presidente - já chegou a 57% em julho de 2021 - mas é a mais alta entre os que tentaram a reeleição. Em outra pergunta que mede a aprovação do nome do presidente Bolsonaro, 51% dizem que ele não merece ser reeleito, 44% avaliam que sim, e 6% não sabem.

Leia tudo sobre as eleições 2022