Economia

Vendas de carros novos na Espanha caem 36,8% em setembro

O resultado ocorreu após um aumento no imposto de valor agregado desde 1º de setembro afastar consumidores das concessionárias


	As vendas de carros novos na Espanha tinham crescido 3,4% em agosto, antes do aumento do imposto
 (Jamie McDonald/Getty Images)

As vendas de carros novos na Espanha tinham crescido 3,4% em agosto, antes do aumento do imposto (Jamie McDonald/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 1 de outubro de 2012 às 10h12.

Madri - As vendas de veículos na Espanha caíram 36,8 por cento em setembro em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com a associação de montadoras ANFAC. O resultado ocorreu após um aumento no imposto de valor agregado desde 1o de setembro afastar consumidores das concessionárias.

As vendas de carros novos na Espanha tinham crescido 3,4 por cento em agosto, antes do aumento do imposto.

Os licenciamentos na França caíram 18 por cento no mês passado na comparação anual. Consumidores têm recebido como incentivo um bônus para troca de carros usados por modelos novos.

Nos primeiros nove meses do ano, o mercado de automóveis francês registrou declínio de 14 por cento, enquanto o espanhol encolheu 11 por cento.

Acompanhe tudo sobre:AutoindústriaEspanhaEuropaIndústriaIndústrias em geralPiigsVendasvendas-diretas

Mais de Economia

‘Problema dos gastos no Brasil não é ter os pobres no Orçamento’, diz Simone Tebet

Plano Real, 30 anos: Gustavo Loyola e as reformas necessárias para o Brasil crescer

Governo sobe previsão de déficit de 2024 para R$ 28,8 bi, com gastos de INSS e BPC acima do previsto

Mais na Exame