Teto da tarifa de energia no Reino Unido terá aumento de 80% no Reino Unido em outubro

O teto tarifário é calculado com base na média dos preços do gás no atacado nos meses anteriores
Teto passará das atuais 1.971 libras (2.325 dólares) pagas por ano por uma residência média para 3.549 libras (4.180 dólares) (August Brill/Flickr/Creative Commons/Reprodução)
Teto passará das atuais 1.971 libras (2.325 dólares) pagas por ano por uma residência média para 3.549 libras (4.180 dólares) (August Brill/Flickr/Creative Commons/Reprodução)
A
AFPPublicado em 26/08/2022 às 07:42.

O teto da tarifa da energia para as residências no Reino Unido aumentará 80% a partir de outubro, devido à disparada dos preços do gás em todo o mundo, anunciou nesta sexta-feira a agência reguladora Ofgem

O teto passará das atuais 1.971 libras (2.325 dólares) pagas por ano por uma residência média para 3.549 libras (4.180 dólares), informou a agência. O aumento ameaça agravar ainda mais a inflação, que em julho atingiu 10,1%, um recorde em quatro décadas.

"A alta reflete a progressão contínua dos preços globais de gás no atacado, que começou com o fim dos confinamentos após a pandemia de covid e atingiu níveis recordes quando a Rússia interrompeu lentamente o fornecimento de gás para a Europa", afirmou a Ofgem.

O teto tarifário é calculado com base na média dos preços do gás no atacado nos meses anteriores.

Analistas acreditam que o limite vai superar 4.000 libras (US$ 4.730) em janeiro e até 6.000 libras (US$ 7.096) na primavera (hemisfério norte, outono no Brasil), de acordo com as projeções mais pessimistas.

"Somos conscientes do grande impacto que o aumento do teto tarifário terá nas residências em todo Reino Unido e as decisões difíceis que os consumidores terão que tomar", afirmou Jonathan Brearley, diretor geral da Ofgem.

Por este motivo, a agência fez um apelo para que o governo conceda ajudas "urgentes".

O Reino Unido está na expectativa para conhecer o nome de seu novo primeiro-ministro, o sucessor de Boris Johnson, a partir de 5 de setembro: a disputa pela liderança do Partido Conservador está entre a atual ministra das Relações Exteriores, Liz Truss, e o deputado Rishi Sunak.