Tesouro bloqueia contas do Rio Grande do Sul pela sétima vez

O Tesouro determinou o bloqueio porque o estado não pagou parte da parcela de janeiro da dívida com a União

Porto Alegre - A Secretaria do Tesouro Nacional determinou nesta quinta-feira (11), o bloqueio de R$ 151 milhões das contas do governo do Rio Grande do Sul.

O valor corresponde a R$ 82,8 milhões do Fundo de Participação dos Estados e a R$ 68,2 milhões do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que haviam ingressado ontem (10).

O Tesouro determinou o bloqueio porque o estado não pagou parte da parcela de janeiro da dívida com a União, no valor de R$ 275,7 milhões.

A Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul garantiu que o estado vai pagar os R$ 124,7 milhões restantes até o final do dia. A verba virá da entrada de ICMS referente à primeira parcela do imposto cobrado sobre combustíveis, energia elétrica e telecomunicações.

O governo gaúcho vem atrasando o pagamento dos contratos com a União desde abril do ano passado. Nesse período, as contas do Estado já foram bloqueadas em sete oportunidades: entre julho e novembro de 2015 e nos dois primeiros meses deste ano.

A Secretaria do Tesouro não se pronunciou sobre o assunto por entender que a suspensão das contas do Rio Grande do Sul é uma medida de praxe e contratual.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.