• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

S&P Global eleva rating da Argentina de SD para CCC+; perspectiva estável

A ação de rating vem após a Argentina reestruturar quase 99% dos títulos em dólares
País recebeu aval do FMI para iniciar a renegociação de um acordo (Getty Images/Stockbyte)
País recebeu aval do FMI para iniciar a renegociação de um acordo (Getty Images/Stockbyte)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 07/09/2020 16:29 | Última atualização em 07/09/2020 16:29Tempo de Leitura: 1 min de leitura

A agência de risco S&P Global elevou de SD (calote seletivo) para CCC+ o rating da Argentina. A perspectiva é estável.

A ação de rating vem após a Argentina reestruturar quase 99% dos títulos em dólares e receber um aval do Fundo Monetário Internacional (FMI) para iniciar a renegociação de um acordo.

"Este importante passo em frente oferece a oportunidade para o governo articular um plano mais amplo para enfrentar os vários desafios macroeconômicos pós-pandemia, negociar um novo programa com o FMI e trabalhar para liquidar atrasos com o Clube de Paris", disse a S&P Global em nota.

 

A agência ponderou, contudo, que a perspectiva estável da nota CCC+ se deve aos permanentes riscos macroeconômicos, tais como a alta inflação, o crescimento baixo, os problemas fiscais estruturais, a alta necessidade de financiamento externo e a pressão contínua no mercado de câmbio. Tudo isso, pontuou a empresa, pesa contra uma amortização favorável do perfil da dívida argentina em um curto prazo.

Veja Também

Maior banco da Argentina começa a oferecer negociação de criptomoedas
Future of Money
Há 3 semanas • 2 min de leitura

Maior banco da Argentina começa a oferecer negociação de criptomoedas

Brasileiro vai investir R$ 225 milhões para minerar bitcoin na Argentina
Future of Money
Há 3 semanas • 4 min de leitura

Brasileiro vai investir R$ 225 milhões para minerar bitcoin na Argentina