Shell e Total arrematam área no pré-sal de Santos

O lance do consórcio de Shell e Total foi de 11,53% de óleo à União, sem ágio ante o percentual inicial

Rio da Janeiro - Um consórcio formado pela anglo-holandesa Shell e a francesa Total foi o único a apresentar oferta pela área de Sul de Gato do Mato, no pré-sal da bacia de Santos, de acordo com resultado do leilão realizado nesta sexta-feira pela reguladora ANP.

O lance do consórcio de Shell e Total foi de 11,53 por cento de óleo à União, sem ágio ante o percentual inicial.

A Shell já é operadora da área de Gato do Mato (área adjacente a Sul de Gato do Mato) com 80 por cento de participação, enquanto a Total tem os outros 20 por cento.

Pouco antes, a primeira área a ser leiloada, Sudoeste de Tartaruga Verde (adjacente ao de Tartaruga Verde), no pré-sal da bacia de Campos, não recebeu ofertas. A área pode ser relicitada ainda nesta sexta-feira.

O campo de Tartaruga Verde é detido 100 por cento pela Petrobras. A Petrobras anunciou anteriormente o interesse de vender Tartaruga Verde, mas não obteve sucesso até o momento.

(Por Marta Nogueira; Rodrigo Viga Gaier, Alexandra Alper, Luciano Costa e Simon Webb)

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.