Economia

Setor de serviços da zona do euro desacelera e fabril cresce mais

LONDRES (Reuters) - O setor manufatureiro da zona do euro cresceu no maior ritmo em dois anos em meio em fevereiro, mas o de serviços, o principal da região, expandiu-se em ritmo mais fraco que o esperado, segundo pesquisas divulgadas nesta sexta-feira. O índice Markit do setor de serviços, feito com cerca de 2 mil […]

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 19 de fevereiro de 2010 às 07h39.

LONDRES (Reuters) - O setor manufatureiro da zona do euro cresceu no maior ritmo em dois anos em meio em fevereiro, mas o de serviços, o principal da região, expandiu-se em ritmo mais fraco que o esperado, segundo pesquisas divulgadas nesta sexta-feira.

Apesar da queda e de ter ficado abaixo da previsão de analistas consultados pela Reuters de 52,5, o número está acima da linha de 50, que divide a contração do crescimento, pelo sexto mês.

O indicador da atividade manufatureira, por outro lado, cresceu no maior ritmo em 30 meses, atingindo 54,1 em fevereiro, comparado a 52,4 em janeiro e estimativa do mercado de 52,6.

O componente de produção do setor manufatureiro saltou para 56,9 neste mês, o maior patamar desde abril de 2007, contra 56,0 em janeiro.

Acompanhe tudo sobre:EuropaIndicadores econômicosServiços diversos

Mais de Economia

Crescimento econômico da China desaponta e pressiona Xi Jinping

Prévia do PIB: IBC-Br sobe 0,25% em maio, após estabilidade em abril

Boletim Focus: mercado reduz projeção do IPCA para 2024 pela 1ª semana após nove altas consecutivas

Plano Real, 30 anos: Como a reforma das reformas foi criada? Veja 2º episódio da série da EXAME

Mais na Exame