Economia

Setor público tem superávit primário de R$ 27,095 bilhões em outubro, afirma BC

Resultado primário reflete a diferença entre receitas e despesas do setor público, antes do pagamento dos juros da dívida pública.

E

Estadão Conteúdo

30 de novembro de 2022, 12h17

O setor público consolidado (Governo Central, Estados, municípios e estatais, com exceção de Petrobras e Eletrobras) apresentou superávit primário pelo segundo mês consecutivo em outubro, após o resultado positivo de R$ 10,746 bilhões em setembro, informou nesta quarta-feira, 30, o Banco Central (BC). O superávit primário em outubro foi de R$ 27,095 bilhões, menor que o saldo positivo registrado no mesmo mês de 2021, de R$ 35 399 bilhões. Em 2020, o superávit foi de R$ 2,953 bilhões.

Acesse o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Com uma conta gratuita.

Faça parte

O resultado primário reflete a diferença entre receitas e despesas do setor público, antes do pagamento dos juros da dívida pública.

Continua após a publicidade

O superávit primário consolidado de outubro ficou dentro do intervalo das estimativas de analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, que iam de zero a R$ 33,400 bilhões. A mediana era positiva em R$ 26,900 bilhões.

Veja também

O resultado fiscal de outubro foi composto por um superávit de R$ 30,244 bilhões do Governo Central (Tesouro Nacional, Banco Central e INSS). Já os governos regionais (Estados e municípios) influenciaram o resultado negativamente com R$ 3,861 bilhões no mês. Enquanto os Estados registraram um déficit de R$ 3,209 bilhões, os municípios tiveram resultado negativo de R$ 652 milhões. As empresas estatais registraram dado superavitário de R$ 711 milhões.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

Continua após a publicidade

Últimas notícias

ver mais

Continua após a publicidade

Brands

ver mais

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais