Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

O setor de serviços avançou 0,9% em março de 2023, resultado que superou o esperado por analistas de mercado, que projetavam aumento de 0,6% segundo mediana das estimativas coletadas pela Reuters.

Comparando o trimestre encerrado em março com o trimestre encerrado em dezembro, houve uma diminuição de 0,3% no volume de serviços, a primeira taxa negativa desde o segundo trimestre de 2020.

O avanço no setor representa o segundo resultado mensal positivo depois de uma queda muito acentuada em janeiro (3,1%), quando o ganho acumulado nos últimos meses do ano passado foi eliminado. Agora, em comparação ao mês de março de 2022, o crescimento no volume de serviços foi de 6,3%.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o acumulado nos últimos doze meses passou de 7,8% em fevereiro para 7,4% em março, o menor resultado desde setembro de 2021 (6,8%).

Transportes em alta

Entre os setores com resultado positivo no período, ganha destaque o de Transporte, grupo que teve aumento percentual em 3,6% em março. O crescimento foi puxado principalmente pela categoria de armazenagem, serviços auxiliares aos transportes e correios, que subiram 5,9%.

O volume de serviços de transporte aéreo também pontuou positivamente, em 1,7%. No entanto, o acumulado em comparação ao mês de março de 2022 segue negativo em 7,6%. Já no subgrupo de transporte aquaviário, o resultado ficou no zero a zero, sem crescimento ou redução da taxa, mas o acumulado em relação a março do ano passado está em 14,7%.

Serviços profissionais e administrativos também puxaram o indicador de serviços para cima, com 2,6% de aumento no mês de março, com contribuição expressiva do subgrupo de serviços de apoio às atividades empresariais.

Créditos

Últimas Notícias

ver mais
Ouro de Xangai registra alta recorde
Economia

Ouro de Xangai registra alta recorde

Há 4 horas
IBC-Br: prévia do PIB sobe 0,44% em julho e atinge maior nível desde abril
Economia

IBC-Br: prévia do PIB sobe 0,44% em julho e atinge maior nível desde abril

Há 10 horas
Para 95% do mercado, governo não vai conseguir zerar déficit em 2024, aponta pesquisa Genial/Quaest
Economia

Para 95% do mercado, governo não vai conseguir zerar déficit em 2024, aponta pesquisa Genial/Quaest

Há 11 horas
Deltan desiste de último recurso no STF e diz que 'não há justiça no Supremo'
Economia

Deltan desiste de último recurso no STF e diz que 'não há justiça no Supremo'

Há 11 horas
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais