Ritmo de inflação tem forte queda em São Paulo, indica Fipe

O IPC encerrou o mês de maio com alta de 0,31%, taxa bem abaixo da registrada em abril (0,70%)

São Paulo - O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), encerrou o mês de maio com alta de 0,31%. Essa taxa ficou bem abaixo da registrada no fechamento de abril (0,70%) e é a menor variação quadrissemanal desde a segunda prévia de setembro do ano passado (0,21%).

Esse resultado reflete, principalmente, a queda na velocidade de correção de preços nos grupos alimentação com 0,19% ante 0,46% (em abril) e transportes também com variação de 0,19% ante 1,44% (em abril). Os índices de alta também foram menores nos grupos habitação (de 0,35% para 0,24%); despesas pessoais (de 0,85% para 0,41%) e saúde (de 1,55% para 0,69%).

Nos demais grupos houve um avanço do IPC. Em vestuário, o aumento foi de 1,10% ante 0,68% e em educação a taxa ficou em 0,10% ante 0,04%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.