Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Rio de Janeiro anuncia redução do ICMS da gasolina; veja qual será o novo preço

Os novos preços passarão a valer nas bombas a partir da próxima segunda-feira

Modo escuro

Combustível: Rio anuncia redução do ICMS da gasolina (Pilar Olivares/Reuters)

Combustível: Rio anuncia redução do ICMS da gasolina (Pilar Olivares/Reuters)

A
Agência O Globo

Publicado em 1 de julho de 2022 às, 14h27.

Última atualização em 1 de julho de 2022 às, 18h44.

O governo estadual do Rio anunciou, nesta sexta-feira, a redução do ICMS sobre os combustíveis. No estado — que tem a maior alíquota do país —, o percentual vai cair de 32% para 18%.

Os novos preços passarão a valer nas bombas a partir da próxima segunda-feira. A estimativa é que o preço da gasolina baixe mais de R$ 1, segundo o governo.

Com a medida, anunciada pelo governador Claudio Castro (PL), o Rio segue o caminho de São Paulo e Goiás, que anunciaram na última segunda-feira a redução do ICMS sobre combustíveis, antecipando-se a uma lei nacional aprovada na semana anterior.

LEIA TAMBÉM: Goiás anuncia redução do ICMS da gasolina; veja qual será o novo preço

O governo federal aprovou lei que limita a alíquota de ICMS em 17% a 18% sobre combustíveis, energia, telecomunicações e transportes. Mas os estados articulavam um acordo para baixar o percentual conjuntamente. Onze deles entraram com ação no Supremo Tribunal Federal questionando a lei.

No Rio, a estimativa é que o valor médio do litro da gasolina fique em R$ 6,61, o que representará uma queda de R$ 1,19 no preço médio cobrado aos consumidores fluminenses.

Segundo Castro, que tenta a reeleição, o novo percentual foi discutido com o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) e não fere o Regime de Recuperação Fiscal (RRF), no qual o Rio ingressou agora em junho, após um acordo firmado com o governo federal.

Ainda de acordo com o governo, a queda de arrecadação até o fim deste ano será de R$ 4 bilhões com a redução de imposto para diferentes setores da economia (incluindo energia, transporte e telecomunicações), sendo R$ 1,3 bilhão apenas em relação ao ICMS que incide sobre os combustíveis.

LEIA TAMBÉM: Minas Gerais anuncia redução do ICMS de gasolina; veja qual será o novo preço

O decreto oficializando a nova alíquota será publicado em edição extra do Diário Oficial nesta sexta-feira. Além disso, governo vai enviar à Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) um projeto de lei para regulamentar a medida.

O preço já vinha caindo na capital fluminense nos últimos dias, segundo levantamento feito pelo O Globo. Num posto no Aterro do Flamengo, na zona sul, o preço do litro da gasolina baixou de R$ 7,94 para R$ 7,49 na última quarta-feira.

Num estabelecimento no Maracanã, na zona norte, houve redução de R$ 7,59, na semana passada, para R$ 7,39 na segunda-feira.

De acordo com os postos, a variação de preço depende de novas remessas de fornecedores. A queda, ainda que pequena, é celebrada. Morador de Madureira, na zona norte, o militar Vinicius Mello vai de carro para o trabalho, no Centro, e gasta, em média, R$ 1,2 mil mensais com combustível.

"Ainda que sejam R$ 0,20, já faz diferença no fim do mês", diz.

LEIA TAMBÉM: Governo de São Paulo anuncia redução do ICMS da gasolina; veja qual será o novo preço

Em São Paulo, postos da capital e região metropolitana já estão vendendo o litro da gasolina até R$ 1 mais barato do que estava sendo cobrado na semana passada. A queda nos preços é reflexo da redução da alíquota de ICMS estadual, que caiu de 25% para 18%.

No posto M27, na zona leste da capital, o litro da gasolina passou de R$ 6,59 para R$ 5,59. Na divisa entre Santo André e São Paulo, o Auto Posto Avenida dos Estados reduziu o preço do litro de R$ 7,19 para R$ 6,69.

Em Diadema, também na região metropolitana, o Posto Kinta Roda tem feito reajustes nos preços cobrados de seus clientes desde sábado. Na segunda-feira da semana passada, o litro da gasolina estava sendo vendido por R$ 7,19. No sábado, caiu para R$ 7,09 e na última quarta-feira o litro saía por R$ 6,59.

Segundo Edson Martins, sócio proprietário do posto, as reduções refletem o ajuste no estoque de combustíveis.

"O reajuste é repassado conforme os estoques vão saindo, tanto o meu quanto o da distribuidora."

Em Goiás, a queda também já é percebida. No posto LP, localizado no Setor Leste Vila Nova de Goiânia, o preço da gasolina era de R$ 7,39 o litro em 22 de junho, segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP). Na quarta-feira, dois dias depois da redução do ICMS de 30% para 17%, o valor havia caído para R$ 6,39.

Ainda na capital goiana, o posto Transbrasiliana, na região do Parque Amazônia, reduziu o preço para R$ 6,39 o litro, 80 centavos a menos que o valor registrado na semana passada. Foi a mesma redução registrada no posto Madri, no Jardim Europa, cujo litro da gasolina foi de R$ 7,29 para R$ 6,49.

(Agência O Globo)

Últimas Notícias

ver mais
Surpresas sugerem que País pode crescer mais com menos pressão inflacionária, diz Galípolo
Economia

Surpresas sugerem que País pode crescer mais com menos pressão inflacionária, diz Galípolo

Há 7 horas
Precatórios: entenda o que está em jogo na reforma de dívidas judiciais
Economia

Precatórios: entenda o que está em jogo na reforma de dívidas judiciais

Há 8 horas
IPCA-15 sobe 0,35% em setembro e avança para 5% em 12 meses
Economia

IPCA-15 sobe 0,35% em setembro e avança para 5% em 12 meses

Há 13 horas
Copom reafirma cortes de 0,5 pp da Selic nas próximas reuniões e julga pouco provável acelerar ritmo
Economia

Copom reafirma cortes de 0,5 pp da Selic nas próximas reuniões e julga pouco provável acelerar ritmo

Há 14 horas
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais