A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Restos a pagar de 2014 da CDE irão para tarifa, diz Abradee

Normalmente, empresas do setor elétrico calculam que para cada R$ 1 bilhão de necessidade financeira do setor os consumidores têm um aumento de 1% nas tarifas

Brasília - Além dos R$ 9 bilhões previstos no orçamento federal que o Tesouro Nacional não irá aportar ao setor elétrico em 2015, os consumidores deverão ter que arcar ainda com os cerca de R$ 3 bilhões de restos a pagar do fundo setorial de energia que ficaram pendentes de 2014.

A informação foi dada nesta terça-feira, 13, pelo presidente da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), Nelson Leite, ao chegar ao Ministério de Minas e Energia para reunião com o ministro Eduardo Braga.

"Viemos tratar da revisão tarifária extraordinária. Os valores da conta de desenvolvimento energético (CDE), que ficaram remanescentes do ano passado, também terão que ir para a tarifa. Eles serão somados com os R$ 9 bilhões que eram a estimativa orçamentária para 2015", disse Leite.

Normalmente, as empresas do setor elétrico calculam que para cada R$ 1 bilhão de necessidade financeira do setor os consumidores têm um aumento de 1% nas tarifas.

Ou seja, a soma de recursos da CDE, que passará para a conta de luz (R$ 12 bilhões), significaria 12% de reajuste.

"Mas não podemos cravar ainda este porcentual porque os repasses da CDE não são lineares para todas as empresas. Além disso, o leilão de ajuste que será realizado esta semana pode reduzir parte do problema do setor", completou Leite.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também