Economia

Produção industrial no Brasil cai 2,4% em março, diz IBGE

Em relação a março de 2020, a produção subiu 10,5%. Em 12 meses, a produção acumula queda de 3,1%, segundo o IBGE

 (Germano Lüders/Exame)

(Germano Lüders/Exame)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 5 de maio de 2021 às 09h51.

Última atualização em 5 de maio de 2021 às 10h09.

A produção industrial caiu 2,4% em março ante fevereiro, na série com ajuste sazonal, divulgou na manhã desta quarta-feira, 5, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em relação a março de 2020, a produção subiu 10,5%. Em 12 meses, a produção acumula queda de 3,1%, segundo o IBGE.

A produção da indústria de bens de capital recuou 6,9% em março ante fevereiro. Na comparação com março de 2020, o indicador avançou 29,6%. Os dados fazem parte da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física (PIM-PF). No acumulado em 12 meses, houve redução de 4,8% na produção de bens de capital.

Em relação aos bens de consumo, a produção registrou queda de 11 0% na passagem de fevereiro para março. Na comparação com março de 2020, houve elevação de 7,5%. No acumulado em 12 meses, a produção de bens de consumo diminuiu 7,9%.

Na categoria de bens de consumo duráveis, a produção encolheu 7 8% em março ante fevereiro. Em relação a março de 2020, houve alta de 12,0%. Em 12 meses, a produção diminuiu 18,6%.

Entre os semiduráveis e os não duráveis, houve redução de 10,2% na produção em março ante fevereiro. Na comparação com março do ano anterior, a produção subiu 6,2%. A taxa em 12 meses ficou negativa em 5,0%.

Para os bens intermediários, o IBGE informou que a produção subiu 0,2% em março ante fevereiro. Em relação a março do ano passado, houve uma alta de 9,9%. No acumulado em 12 meses, os bens intermediários tiveram estabilidade (0,0%). O índice de Média Móvel Trimestral da indústria registrou queda de 1,0% em março.

Esteja sempre informado sobre as notícias que movem o mercado. Assine a EXAME

Acompanhe tudo sobre:IBGEIndústriaIndústrias em geral

Mais de Economia

Salário mínimo 2025: quanto será? Veja previsão

Reforma tributária: compra de imóveis e serviços de construção terão redução de 40% na alíquota

Ministro da Previdência vai fazer 'pente-fino' em mais de 800 benefícios temporários

Jorge Lima, secretário de Desenvolvimento Econômico de SP, é o entrevistado da EXAME desta sexta

Mais na Exame