Produção industrial da zona do euro tem queda inesperada em março

Agência de estatísticas Eurostat disse que a produção industrial no bloco de moeda única de 19 países caiu 0,1 por cento em relação a fevereiro

Bruxelas - A produção industrial da zona do euro teve leve recuo em março pelo segundo mês consecutivo, contra as expectativas do mercado de uma alta, devido à queda acentuada da produção de energia, mostraram dados divulgados nesta sexta-feira.

A agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat, disse que a produção industrial no bloco de moeda única de 19 países caiu 0,1 por cento em relação a fevereiro, mas avançou 1,9 por cento na comparação anual.

Ambos os números ficaram abaixo das expectativas do mercado de alta de 0,3 por cento no mês e de 2,3 por cento em relação ao mesmo período do ano anterior.

A queda inesperada, no entanto, não deve mudar as perspectivas de crescimento para o bloco no início do ano, com estimativas preliminares mostrando um crescimento saudável de 0,5 por cento no primeiro trimestre.

Isso ocorre principalmente porque a queda de março foi compensada pelos dados revisados para cima de fevereiro, com queda de apenas 0,1 por cento da produção, ante recuo de 0,3 por cento anteriormente relatada. Sobre o ano anterior, a produção subiu 1,4 por cento em fevereiro, ante 1,2 por cento estimado há um mês.

A queda mensal da produção em março foi devido a um recuo de 3,2 por cento na produção de energia, o único indicador que registrou queda.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.