Produção de caminhões puxou crescimento da indústria

A alta na indústria extrativista também motivou a recuperação da indústria brasileira, que cresceu 1,3% em fevereiro

Rio de Janeiro – As altas na produção de caminhões e na indústria extrativa foram os principais motores para a recuperação da indústria brasileira, que cresceu 1,3% em fevereiro deste ano em relação ao mês anterior. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os veículos automotores (em especial, os caminhões) tiveram crescimento de 13,1%. A indústria extrativa teve aumento de 9,3% em sua produção.

Segundo o coordenador da Pesquisa Industrial Mensal do IBGE, André Macedo, o crescimento deve-se à retomada da produção nesses dois segmentos, que haviam enfrentado paradas ou problemas em janeiro.

“No setor extrativo, a questão das chuvas [em janeiro] acabou afetando o resultado da produção nessa atividade. No caso dos veículos automotores, houve a questão da paralisação de várias unidades produtivas de caminhões. No mês de fevereiro, com a normalização da produção no setor extrativo e com a volta à produção de caminhões, há um ganho no setor industrial”, disse.

Apesar do aumento na produção de janeiro para fevereiro, os veículos automotores tiveram o pior resultado, quando feitas as comparações com fevereiro do ano passado (-28,3%) e no acumulado do ano (-27,6%), com um baixo desempenho da produção de caminhões.

Já a produção de automóveis teve queda em todas as bases de comparação, devido aos estoques elevados nas fábricas.

Os destaques negativos da indústria na comparação de fevereiro deste ano com o mês anterior foram máquinas e equipamentos, com queda de 4,8%, e material elétrico e equipamentos de comunicações, com redução de 6,3%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também