Previdência evitará que país acabe como RJ, MG e RS, diz Temer

O presidente lembrou que a dificuldade financeira enfrentada hoje pelos Estados é decorrência do déficit previdenciário

São Paulo - O presidente Michel Temer (PMDB) disse em entrevista à Rádio CBN que a reforma da Previdência vai evitar que o País acabe na mesma situação do Rio de Janeiro, de Minas Gerais e do Rio Grande do Sul, Estados que decretaram calamidade financeira.

Temer disse que o Brasil não pode, daqui a quatro ou cinco anos, transformar-se em uma figura como está acontecendo com os Estados brasileiros.

"O governo manda aquilo que acha necessário para que o Brasil não se transforme, vou citar aqui com toda a liberdade porque já está 'publicizado', a história do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Sul, de Minas Gerais, Estados que estão passando por grandes dificuldades em função do fenômeno previdenciário", declarou o peemedebista.

"O Brasil não pode daqui a quatro ou cinco anos transformar-se na figura como está acontecendo com os Estados", disse.

Ele lembrou que os Estados estão em dificuldades por causa do déficit previdenciário e reconheceu que haverá objeções a pontos da reforma, mas que o governo vai "até onde puder" para dialogar no sentido de aprovar a proposta "tal como está".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.