Preços globais de alimentos continuam caindo em 2016

A queda de 1,9 por cento ante dezembro segue um recuo de quase 19 por cento ao longo de 2015, a quarta redução anual consecutiva

Roma - Os preços globais de alimentos caíram em janeiro para próximo de uma mínima em sete anos, pressionados por quedas em todo o setor de commodities alimentícias, particularmente no açúcar e nos laticínios, disse nesta quinta-feira a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

O índice de preços da FAO, que mede as variações mensais em uma cesta de cereais, oleaginosas, laticínios, carnes e açúcar, ficou na média de 150,4 pontos em janeiro, ante 153,4 pontos da média revisada do mês anterior.

A queda de 1,9 por cento ante dezembro segue um recuo de quase 19 por cento ao longo de 2015, a quarta redução anual consecutiva.

Os alimentos nos mercados internacionais em janeiro estavam 16 por cento mais baratos que um ano antes, disse a FAO.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também